Com 117 casos, RN apresenta 4ª maior taxa de homicídio de adolescentes do país

Com 117 casos, RN apresenta 4ª maior taxa de homicídio de adolescentes do país

Com 117 casos, RN apresenta 4ª maior taxa de homicídio de adolescentes do país

Romário Nicácio junho 30, 2015 Brasil

O Rio Grande do Norte é o quarto estado do país com maior número de jovens entre 16 e 17 anos de idade assassinados. O dado preocupante é do “Mapa da Violência 2015 – Adolescentes de 16 e 17 anos do Brasil”. No estudo, o estado potiguar aparece em 2013 com 117 vítimas de homicídio dentro dessa faixa etária.

Com taxa de homicídio de 98,1 por 100 mil habitantes, o RN figura no ranking nacional de óbitos de adolescentes em 2013 atrás dos estados de Alagoas (147,0), Espírito Santo (140,6), e Ceará (108,8).

Segundo a pesquisa, o índice de assassinatos de adolescentes no território potiguar no período levantado supera tanto a média da região Nordeste, que é de 76,0, quanto a do país, que é de 54,1.

Homicídios no Brasil

A fonte básica para a análise dos homicídios no país, em todos os mapas da violência até hoje elaborados, é o Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde (MS).

As regiões Nordeste e Centro-Oeste assumem especial destaque pelas elevadas taxas de homicídio que ostentam: 73,3 e 65,3 por 100 mil adolescentes, respectivamente.

No Nordeste, os estados de Alagoas, Ceará e Rio Grande do Norte são os que pressionam para cima as taxas regionais. No Centro-Oeste, o Distrito Federal e Goiás.

As menores taxas são encontradas em Tocantins, Santa Catarina e São Paulo. Ainda assim, a menor taxa do país, a de Tocantins, com 11,4 homicídios por 100 mil adolescentes de 16 e 17 anos, pode ser considerada muito elevada, ultrapassando o patamar considerado epidêmico de 10 homicídios por 100 mil.

Outros artigos