Clóvis Sarinho passará por nova reforma em 2017
Foto: ASCOM/HMWG

Clóvis Sarinho passará por nova reforma em 2017

dezembro 16, 2016 0 Por Romário Nicácio

O Pronto Socorro Clóvis Sarinho (PSCS) do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG) passará por mais uma reforma em 2017. Prevista para iniciar no dia 10 de janeiro, as obras englobarão diversos serviços como politrauma, serviço social, sala de hemodiálise, urgência pediátrica, sala de endoscopia, gerência de enfermagem, sala de reanimação, Núcleo Interno de Regulação (NIR) e sala de ortopedia. Inaugurado em 2001, o PSCS conta ainda com sala de serviço social e três Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs). Para esta reforma estão disponibilizados cerca de R$ 2 milhões, oriundos do Programa SOS Emergência, do Ministério da Saúde (MS).

A diretora geral do HMWG, Maria de Fátima Pereira Pinheiro, explica que “esse recurso para a melhoria dos serviços no Pronto Socorro, já estava em uma conta da Caixa Econômica Federal (CEF) e aguardava a liberação do valor para o início dos trabalhos. Felizmente este momento chegou”, comemora.

Técnicos do setor de engenharia da Sesap estão, durante esta semana, percorrendo os acessos de entrada e saída do PS a fim de organizar por onde trafegarão trabalhadores, materiais e equipamentos. “Não temos a previsão de quanto tempo irá demorar para que todos os setores estejam reformados, uma vez que não há como interditar grandes áreas no Pronto Socorro. O que temos de certo até agora é que o serviço será feito um setor por vez. Com isso, esperamos não interferir tanto na rotina do PS”, explica a diretora administrativa, Luzicínia Costa.

Esta será a segunda vez que o HMWG passará por melhorias estruturais e reformulação de serviços, em menos de três anos. De 2013 a 2014, foram restruturados setores como atendimento clínico, abertura de dois consultórios clínicos, abertura da UTI do Pronto Socorro, construção dos dormitórios, de duas novas casas para lixo, pintura do prédio administrativo e a abertura da sala de observação do trauma (polinho). Na época, os recursos investidos foram oriundos de Decreto de Calamidade, impetrado pelo Governo do Estado, em razão da delicada situação em que se encontrava a saúde pública do RN.

No campo tecnológico o hospital também foi beneficiado nos últimos dois anos. Foram adquiridos dois novos endoscópios, um novo tomógrafo, monitores multiparâmetros, carros de anestesia e focos cirúrgicos.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!