Clínica em Natal inicia atendimento gratuito para crianças com microcefalia

A previsão de início é para esta sexta-feira (18), quando ocorrerão as primeiras avaliações

A faculdade Estácio inicia neste segundo semestre atendimentos fisioterapêuticos gratuitos para pacientes com microcefalia. O Grupo de Atenção à criança com Microcefalia da Estácio Fatern (GACRIM) realizará sessões para estimulação precoce das funções motoras dos pacientes. As vagas estão disponíveis para crianças de 0 a 3 anos e os atendimentos ocorrerão nas instalações da unidade Estácio em Ponta Negra. A previsão de início é para esta sexta-feira (18), quando ocorrerão as primeiras avaliações.

De acordo com Luan Simões, coordenador do projeto, nas sessões os pacientes serão estimulados a perceber seu próprio corpo, além de serem realizados movimentos que favoreçam a força muscular. “O tratamento não será apenas para as crianças, mas também para os familiares. A ideia é que as atividades sejam estendidas ao cotidiano da família para que seja alcançado um melhor resultado”, acrescenta o coordenador.

A microcefalia é uma malformação congênita que pode ser ocasionada pela exposição de fatores de riscos, como por exemplo: infecções por sífilis, toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus, desnutrição grave, entre outros. Mais recentemente, foi comprovada a relação da infecção pelo Zika vírus na causalidade da microcefalia. Em julho de 2016, o Ministério da Saúde confirmou 1.749 casos de microcefalia. Permanece ainda sob investigação outros 3.062 casos suspeitos de microcefalia em todo o país, sendo a maioria na região Nordeste. Segundo o Ministério da Saúde, em 2016 foram confirmados 123 casos no Rio Grande do Norte.

Para mais informações, os pacientes poderão entrar em contato pelo número 3642-7531, ou pelo email [email protected]. Após o contato, os interessados em receber as sessões de Fisioterapia passarão por uma triagem e, depois disto, serão encaminhados para uma lista de agendamento.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!