Destaques, Política

Ciro sugere que Bolsonaro usa “atestado médico falso” para fugir de debate na Globo

ciro gomes
Fotos: Leo Canabarro

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, desafiou nesta quarta-feira (3) o candidato Jair Bolsonaro (PSL) a comparecer ao último debate do primeiro turno, que acontece nesta quinta (4), na Rede Globo de televisão.

Um dos médicos do Albert Einstein que atende Bolsonaro, o cirurgião Antônio Macedo, afirmou na manhã desta quarta (3) que vetou a participação do candidato no debate da quinta-feira.

Em evento realizado em São Paulo, Ciro Gomes sugeriu que Bolsonaro usará “atestado médico falso” para alegar necessidade de repouso e não comparecer ao evento. “Eu quero dizer a você que eu vou tirar a sua máscara, Bolsonaro. Você não pode deixar de ir ao debate. Você está mentindo, e atestado médico falso é crime”, afirmou. “Vá ao debate da Globo que eu vou mostrar que você é uma cédula de 3 reais”, completou.

Ele diz que buscará detalhes sobre as recomendações médicas do adversário do PSL a fim de adotar medidas jurídicas. “Veja bem: o cabra passa esse tempo todo doente, faz voo de carreira [no sábado, ao deixar o hospital rumo ao Rio] e agora alega isso?”, afirmou.

ciro Gomes

Fotos: Leo Canabarro

“Eu, inclusive, vou ver se há esse negócio de recomendação médica. Vou processar o médico que tiver dado um atestado falso para ele. Porque ele está absolutamente pronto para o debate.”

Indagado sobre como vai agir daqui pra frente, o pedetista diz que vai falar o que pensa e que insistirá no combate à polarização entre PSL e PT. “Isso vai afundar o Brasil em uma crise de que talvez a gente não possa sair com a democracia”.

Mais provocações

“Por que Bolsonaro é uma cédula de três reais? Porque ele é falso”, afirmou. “Ele meteu na política todos esses esquisitíssimos filhos dele — tudo ovinho de serpente de nazistoide, e agora fica de papo furado sobre a urna? Não tem decência”, completou. “Mais respeito. Isso aqui é uma democracia que vai sobreviver a você”, afirmou.

Presidente nacional do PDT e um dos coordenadores da campanha de Ciro, Carlos Lupi também reforçou as críticas à ausência de Bolsonaro no próximo debate. “Isso é medo. E há um acobertamento da direita para que não haja esse tipo de debate”, reclamou. “Há uma maioria ainda silenciosa, e é à ela também que queremos chegar”, concluiu.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.