Destaques, Política

Ciro Gomes diz que foi ‘miseravelmente traído’ por Lula

Ciro Gomes
Foto: André Carvalho/CNI

(ANSA) – O terceiro colocado nas eleições presidenciais brasileiras, Ciro Gomes (PDT-CE), disse que foi “miseravelmente traído” pelo ex-presidente Lula e seus “asseclas”, em entrevista ao jornal “Folha de S. Paulo“, publicada nesta quarta-feira (31).

“Não declarei voto ao Haddad porque não quero mais fazer campanha com o PT”, afirmou, lembrando a atuação do partido para impedir que o PSB o apoiasse nas eleições. “Você imagina, conseguir do PSB neutralidade trocando o governo de Pernambuco e de Minas? Em nome do quê foi feito isso? De qual espírito público, razão nacional, interesse popular? Projeto de poder miúdo. De poder e de ladroeira. O PT elegeu Bolsonaro, protestou.

“Esses fanáticos do PT não sabem, mas o Lula, em momento de vacilação, me chamou para cumprir esse papelão que o Haddad cumpriu. Eu não aceitei. Me considerei insultado”, acrescentou, lembrando as negociações de apoio pré-campanha.

Gomes ainda nega que tenha ficado neutro na votação do segundo turno. “Quem declara o que eu declarei não está neutro”, disse, citando uma entrevista que deu após o primeiro turno, em que, ao responder pergunta de um repórter, disse a frase “Ele não”, usada para combater a campanha do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL-RJ).

Ao ser perguntado se faria novamente aliança com o PT, o pedetista disse que, se puder, não o fará. “Você acha que eu votei em quem?”, ironizou, sem confirmar qual candidato escolheu.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.