CiênciaDestaques

Cientistas conseguem eliminar câncer em ratos usando ondas sonoras não invasivas

Tratamento permitiu aos cientistas destruir entre 50% e 75% do volume do tumor hepático dos roedores

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Michigan (EUA), revelou que um novo tratamento baseado em tecnologia de ultrassom não invasivo ajudou a eliminar com uma precisão milimétrica os tumores responsáveis por câncer de fígado em ratos, informou a instituição em um comunicado.

Os resultados da pesquisa, publicados na revista Cancers, indicam que o tratamento, conhecido como histotripsia, permitiu aos cientistas destruir entre 50% e 75% do volume do tumor hepático dos roedores. Eles também descobriram que o sistema imunológico dos ratos ajudou a eliminar o resto da neoplasia.

Em 80% dos animais utilizados no estudo, o câncer parecia ter sido eliminado, pois não havia evidência de recorrência ou metástase. “Mesmo que não tenhamos como alvo o tumor inteiro, ainda podemos fazer o tumor regredir e também reduzir o risco de metástase no futuro”, disse um dos pesquisadores, Zhen Xu, detalhando que um transdutor foi usado para produzir as ondas usado no tratamento.

“Nosso transdutor, projetado e construído na Universidade de Michigan, emite pulsos de ultrassom de microssegundos de alta amplitude (cavitação acústica) para focalizar o tumor, especificamente para quebrá-lo”, explicou Xu, que apontou que os instrumentos de ultrassom típicos empregam “baixa pulsos de amplitude para imagens” dentro do corpo.

O transdutor de matriz de ultrassom de histotripsia de 260 elementos e 700 kHz usado no estudo pode gerar microbolhas dentro de neoplasias, que se expandem e colapsam imediatamente e com precisão, permitindo que as células cancerígenas sejam suprimidas, além de quebrar as estruturas do tumor.

Outro dos autores da pesquisa, Tejaswi Worlikar, disse que esse tipo de tratamento, que está sendo usado atualmente em um teste de câncer de fígado humano nos Estados Unidos e na Europa, parece ser uma “opção promissora que pode superar as limitações das modalidades atualmente existentes”.

“Esperamos que nossos aprendizados com este estudo motivem mais investigações pré-clínicas e clínicas de histotripsia em direção ao objetivo final da adoção clínica do tratamento de histotripsia para pacientes com câncer de fígado”, concluiu Worlikar.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.