Ciência revela principais técnicas para se tornar ‘mais inteligente’

Bastante desejada, a inteligência é um recurso que envolve muitos mistérios. Vários testes são capazes de identificar pessoas com um nível de inteligência superior, no entanto, algumas técnicas podem te ajudar a se passar por uma dessas pessoas.

Para responder a pergunta “como se tornar mais inteligente“, cientistas mostram técnicas simples que, se colocadas em prática pode aumentar a sua capacidade mental a níveis perceptíveis. Confira uma lista com as seis principais técnicas que poderão te tornar ‘mais inteligente’, segundo a ciência:

Praticar exercício

A prática de exercício pode ser benéfica tanto para a saúde física quanto para a saúde mental. Em particular, um estudo da Nova Zelândia publicado em 2013 revela que a prática de exercício aeróbico melhora a função executiva do cérebro em adultos e crianças. Ele ajuda a expandir a memória de trabalho e atenção seletiva e constrói capacidade de ‘multitarefas’.

Aprender línguas estrangeiras

Um estudo na Suécia mostrou que o domínio de outros idiomas leva a um crescimento em partes do córtex cerebral, que corresponde a da linguagem e do hipocampo, responsável por aprender coisas novas. Outra pesquisa revelou que as pessoas que falam duas línguas têm mais matéria cinzenta nos lobos frontal e parietal, duas partes do cérebro associadas com as tarefas de controle executivo, tais como a atenção, o auto-controle e a memória a curto prazo.

Escrever à mão

Segundo confirma um estudo, escrever seus planos, pensamentos ou outra informação ao invés de usar dispositivos eletrônicos para fazê-lo estimula a aprendizagem, ajuda a reter informações por mais tempo além de capturar novas ideias. Ao contrário dos que guardam informações em tablets, smartphones ou outros dispositivos eletrônicos, aqueles que escrevem à mão não apenas transcrevem a informação, mas a processam e a reestruturam.

Leia mais, especialmente ficção

Um estudo neurocientífico identificou que ler um livro, especialmente de ficção, aumenta a conectividade no giro supramarginal do cérebro responsável pela percepção e processamento da fala. Depois de ler um livro a pessoa mantém esses recursos. Trata-se de uma “atividade sombra”, que se parece com a memória muscular ao praticar esportes.

Tocar um instrumento musical

Um estudo sugere que o treinamento musical melhora a função do sistema neural. Tocar um instrumento inicia e executa várias partes do cérebro na comunicação através da música. Assim, melhora a capacidade de se comunicar através de outros modos.

Comer chocolate

Uma pesquisa dos EUA demonstrou que o chocolate melhora o fluxo sanguíneo para várias partes do cérebro e fomenta a função cognitiva. Outro experimento revelou que as pessoas que comeram chocolate pelo menos uma vez por semana puderam notar uma melhora em sua memória e raciocínio. O consumo moderado de chocolate está relacionado com um melhor funcionamento da memória operativa, visual e espacial.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!