Chuva de meteoros Lirídeas atinge seu pico na noite desta quarta-feira (22)

A chuva de meteoros Lirídeas, que acontece desde o dia 16 e segue até o dia 25 de abril,, atingirá o pico nesta quarta-feira à noite. O pico do evento vai se estender até a madrugada da quinta-feira. O número máximo esperado de meteoritos é entre 10 e 20 por hora. No entanto, esta chuva é caracterizada pela imprevisibilidade: o número de meteoritos pode atingir até 200 unidades por hora. Diante disso, o evento astronômico pode ser um espetáculo.

O melhor lugar para observar Lirídeas é o hemisfério norte, embora o evento é visível a partir de qualquer lugar do mundo. A melhor hora para observar a chuva é depois das 23h até o amanhecer. Este ano, são boas as condições para observar o evento: até mesmo a Lua não vai atrapalhar, porque ele está em fase de crescimento. A chuva de estrelas pode ser visto a olho nu, então não há necessidade de óculos especiais ou telescópios.

Para visualizar o evento não será necessário uso de um telescópio ou binóculo, já que como os meteoros passam muito rápidos e o binóculo e o telescópio diminui o seu campo de visão, você conseguirá apreciar este fenômeno tranquilamente a olho nu.

O nome Lirídeas se deve a constelação de Lyra, de onde as estrelas cadentes parecem ter nascido. Na realidade, o fenômeno é devido à presença de resíduos de cometa Thatcher (C / G1 1861), os quais são queimados na atmosfera, produzindo os “fogos de artifício”.

Para se localizar referente a constelação, basta se direcionar para o norte no início da madrugada. Quanto mais ao norte do Brasil você se encontrar, mais alta a constelação estará no céu. Por estas razões, os moradores da região sul não poderão observar este fenômeno, já que a constelação estará muito abaixo do horizonte. Nas latitudes médias do Hemisfério Sul, será possível visualizar a chuva a partir das 03:00 da manhã.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato (contato.portaln10@gmail.com) para solicitar a matéria!