DestaquesMundo

China diz que ‘não vai hesitar’ em iniciar uma guerra por Taiwan

Alerta foi feito em reunião de ministros de Pequim e EUA

(ANSA) – A China alertou os Estados Unidos de que “não hesitará em iniciar uma guerra” no caso de Taiwan declarar independência com apoio dos norte-americanos.

A afirmação foi feita nesta sexta-feira (10) durante um encontro formal entre o ministro da Defesa, Weu Fenghe, e o chefe do Pentágono, Lloyd Austin, em Singapura, e foi repercutida pelo porta-voz da pasta, Wu Qian.

Se qualquer um ousar dividir Taiwan da China, o exército chinês não hesitará em iniciar uma guerra a qualquer custo. Taiwan é parte da China e o princípio da ‘China Única’ é o fundamento político das relações sino-americanas. É impossível usar Taiwan para controlar a China“, diz a nota publicada pelo ministério de Pequim.

O comunicado ainda ressalta que os “EUA anunciaram recentemente uma nova venda de armas” para o território, o que é visto como uma “grave ameaça” à soberania chinesa. “O governo e o exército destruirão qualquer tentativa de independência de Taiwan e salvaguardará a reunificação“, diz ainda.

A nota ainda reforça discursos recentemente feitos pelo presidente chinês, Xi Jinping, e pede a estabilização da situação na região Ásia-Pacífico, que vendo sendo alvo de acordos bilaterais dos EUA que estão irritando Pequim.

É preciso fazer esforços conjuntos dos países da região para mantê-la. A China espera estabelecer uma saudável e estável relação entre os principais países da área com os Estados Unidos, que deve ser também a direção dos esforços conjuntos entre EUA e China“, ressalta.

Por sua vez, Austin afirmou que está na hora da China se abster “em aplicar novas ações desestabilizantes na relação com Taiwan” e reforçou que Washington tem “graves preocupações” sobre o comportamento do exército de Pequim no território autônomo.

Conforme fontes ligadas ao norte-americano, apesar da tensão, ambos conseguiram encontrar um acordo para realizar novos encontros sobre o assunto e para melhorar a comunicação direta entre as partes.

A situação sobre Taiwan vem se agravando mês após mês e se acentuou em maio quando o presidente Joe Biden fez um discurso dizendo que os EUA defenderiam o território em caso de ataque da China. O mandatário afirmou que o país respeita a política da China Única, “mas que isso não significa que a China possa tomar Taiwan à força“.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.