Destaques, RN

Candidatos ao Governo do RN poderão gastar até R$ 5,6 milhões durante campanha

Urna eletrônica
Foto: Divulgação / TRE

Você sabia? Candidatos ao cargo de governador do Rio Grande do Norte poderão gastar até R$ 5,6 milhões em suas campanhas eleitorais. Aqueles que conseguirem passar para o 2º turno, caso venha acontecer, poderão gastar mais R$ 2,8 milhões. Os valores foram estipulados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que publicou os tetos de gastos de campanha eleitoral por cargo eletivo e os limites quantitativos para contratação de pessoal a serviço das campanhas nas Eleições 2018.

Com relação aos candidatos ao Senado, os gastos poderão ir até o total de R$ 3 milhões. Já os deputados federais poderão gastar até R$ 2,5 milhões; e os deputados estaduais R$ 1 milhão. Os maiores limites estão previstos para o cargo de Presidente da República, sendo de R$ 70 milhões para o primeiro turno das eleições, com acréscimo de R$ 35 milhões na hipótese de realização de segundo turno.

Candidatos ao cargo de governador também têm limites para contratações

cadorn02

Foto: Cadorn

A campanha eleitoral de cada candidato deverá seguir legislação específica acerca dos limites quantitativos para a contratação direta ou terceirizada de pessoal para a prestação de serviços referentes a atividades de militância e mobilização de rua.

Os candidatos ao cargo de governador no RN poderão realizar até 1.654 contratações. Já os candidatos ao Senado poderão fazer até 827 contratos. Deputados federais 579 e deputados estaduais 290. Esses quantitativos variam de acordo com o eleitorado de cada unidade federativa.

Em relação aos partidos políticos, o limite de contratação de pessoal será a soma dos quantitativos dos limites dos cargos eletivos em que o partido tenha candidato concorrendo à eleição (Resolução TSE nº 23.553, art. 43, § 5º). São excluídos dos limites fixados de contratação de pessoal, a militância não remunerada, pessoal contratado para apoio administrativo e operacional, fiscais e delegados credenciados para trabalhar nas eleições e os advogados dos candidatos ou dos partidos e coligações.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.