Câmara de Natal aprova projeto que cria Unidade Básica de Saúde Veterinária

Câmara de Natal aprova projeto que cria Unidade Básica de Saúde Veterinária

Câmara de Natal aprova projeto que cria Unidade Básica de Saúde Veterinária

Objetivo é melhorar a qualidade de vida dos pets que são retirados das ruas (Foto: Imagem de Jade87 do Pixabay)

Rafael Nicácio agosto 27, 2021 Câmara Municipal de Natal

Em mais uma sessão ordinária na Câmara Municipal de Natal, os vereadores aprovaram projeto de lei, em regime de urgência, que atende à causa animal no município. Segundo o texto, apresentado pelo vereador Eribaldo Medeiros (PSB), fica previsto o atendimento especializado e direcionado em Unidade Básica de Saúde específica para o atendimento animal.

O projeto cria a UBS-V, Unidade Básica de Saúde Veterinária, que vem para melhorar a qualidade de vida do tratamento dos animais, principalmente aqueles que são retirados das ruas. A população muitas vezes não tem condições de pagar consultas veterinárias. Por isso, a implantação do PL facilitaria a vida dos nossos animais, uma vez que em Natal não existe nenhuma unidade neste perfil. Então, a aprovação da matéria mostra um comprometimento muito grande desta Casa, uma vez que muitos vereadores também defendem a causa animal, assim como o meu mandato”, disse o vereador Eribaldo.

O próximo passo é definir como a Unidade Básica de Saúde Veterinária irá funcionar e de onde sairá os recursos. A partir daí, seguirá para sanção do prefeito Álvaro Dias.

Também foi aprovado, em regime de urgência, projeto de lei do vereador Hermes Câmara (PTB) que denomina de Petrônio Medeiros o Mercado Público do bairro das Quintas. “É uma satisfação muito grande podermos prestar essa homenagem a Petronio Medeiros, dando seu nome ao Mercado das Quintas, onde ele trabalhou, se dedicando verdadeiramente àquele lugar, ao lado de seus filhos. Fico muito feliz de contar com o apoio dos colegas vereadores nessa matéria”, concluiu o parlamentar.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial.

Outros artigos