Cães salvam mulher ao “detectarem” que ela tinha câncer

Cães salvam mulher ao “detectarem” que ela tinha câncer

fevereiro 4, 2020 0 Por Rafael Nicácio

Linda Munkley, uma mulher de 65 anos e residente na cidade de Bargoed (Reino Unido), foi diagnosticada com câncer de mama depois que suas cadelas [da raça Pastor Alemão] começaram a prestar atenção repentinamente em seus seios, informou a mídia britânica.

Um dos cães, Bea de 5 anos, começou a agir de maneira estranha, batendo a cabeça no seio de sua dona e farejando a área. Ela nunca tinha feito isso antes e seu comportamento continuou, então Munkley começou a suspeitar que algo grave estava por vir.

“Oito semanas se passaram com o mesmo comportamento de Bea, que meteu a pata no meu peito e cheirou essa área especificamente, até que um dia senti um caroço em um dos meus seios”, disse a mulher. De imediato, ela procurou ajuda médica e recebeu uma notícia nada boa.

Os médicos confirmaram que Munkley estava desenvolvendo rapidamente o câncer de mama e, na época, Enya de 3 anos, filha da cadela Bea, começou a se comportar da mesma maneira que sua mãe.

Depois do diagnóstico, Munkley começou seu tratamento quimioterápico. Durante esse período, as cadelas continuaram prestando atenção na região dos seios de sua dona por cerca de sete meses, até o tratamento ser concluído com sucesso.

Felizmente, o tratamento de Linda foi bem sucedido e ela notou uma mudança no comportamento dos cães.

“Lembrei-me do momento em que Bea e Enya pararam de me cheirar e me perguntei se esse teria sido o momento exato em que a quimioterapia conseguiu atacar as células cancerígenas no nódulo”, disse a mulher.

Os médicos garantiram que o tratamento só foi eficaz graças à detecção precoce da doença e recomendaram que Linda agradecesse bastante aos cães por salvarem sua vida.