Cabo Daciolo fala em concorrer nas eleições de 2022 e esnoba Lula e Bolsonaro: “Dois fracos”

Cabo Daciolo fala em concorrer nas eleições de 2022 e esnoba Lula e Bolsonaro: “Dois fracos”

Cabo Daciolo fala em concorrer nas eleições de 2022 e esnoba Lula e Bolsonaro: “Dois fracos”

Atração nas eleições presidenciais de 2018, com 1,3 milhão de votos, ex-deputado federal diz que ambos "entregam a nação"

Rafael Nicácio junho 13, 2021 Destaques

O ex-bombeiro militar e ex-deputado federal, Cabo Daciolo, acredita que a experiência e os votos que conseguiu nas eleições de 2018 o credenciam para ter voz na corrida do ano que vem. Tanto que já se anuncia como pré-candidato, mesmo sem uma sigla por trás, e ataca os principais líderes das pesquisas.

São dois fracos”, define Daciolo ao cabal Metrópoles, falando do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do atual presidente, Jair Bolsonaro – que está muito próximo de ir para o Patriota, sigla pela qual o pastor evangélico e ex-deputado federal se candidatou ao Planalto, em 2018.

Da mesma forma que embalou sua ascensão à fama, dentro e fora da internet, em 2018 – com carisma e teorias da conspiração, o ex-parlamentar explica a avaliação. Para Daciolo, a polarização entre Bolsonaro e Lula não faz sentido, porque, nas palavras dele, os dois “fazem parte desse grande sistema”.

Fazem com o que povo fique dividido, e eles estão entregando a nação toda. Esse papo de esquerda e direita é uma grande mentira. Os bancos se beneficiando sempre, povão sofrendo, desemprego, política de privatizações“, aponta o carioca.

Por isso, acredita que precisa se candidatar ao Planalto mais uma vez – mesmo que os números atuais das pesquisas não sejam suficientes nem sequer para que ele seja citado nas listas sobre as eleições de 2022.

Patriota

A única certeza que Daciolo tem é que não se candidatará pelo Patriota, sigla que defendeu em 2018 e da qual saiu em 2019. Exatamente por causa dessa ligação, ele tem uma opinião formada sobre a possibilidade de Jair Bolsonaro entrar na legenda.

Bolsonaro não tem nada de patriota. Entrega a nossa nação, ou melhor, não atua para libertar nossa colônia e transformá-la em uma verdadeira nação. Eu acredito nessa libertação e na dignidade do povo brasileiro“, discursa.

Outros artigos