Cabelos

Cabelos na academia: 5 erros para você deixar de cometer e manter a saúde dos fios

Quem frequenta a academia sabe a dificuldade que é conciliar a rotina de treinos com um cabelo bonito e saudável; frizz, desbotamento, sensação de cabelo sujo e oleosidade são alguns dos problemas enfrentados. Porém, isso acontece, muitas vezes, pelos maus hábitos com os fios antes, durante e depois dos exercícios. A Dra. Kédima Nassif, dermatologista e tricologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, aponta alguns dos comportamentos que são prejudiciais ao cabelo na rotina da mulher que frequenta a academia e dá algumas dicas:

Lavar o cabelo na academia após todo treino: É evidente que a higienização dos fios e do couro cabeludo é essencial para a saúde do cabelo, porém, tome cuidado, pois lavar o cabelo em excesso também pode ser prejudicial. Lavagens demais acabam retirando toda oleosidade natural da raiz dos cabelos, deixando-os ressecados e sem brilho. “Uma boa forma de saber quando lavar é verificar a intensidade dos exercícios: após aulas muito intensas e com bastante suor envolvido, como musculação, corrida e jump, é recomendável lavar. Porém, após uma aula de ioga ou pilates, por exemplo, nas quais geralmente a intensidade é menor, talvez não seja boa ideia lavar novamente os fios caso eles já tenham sido lavados no mesmo dia. Em certos casos, o uso do shampoo seco é melhor opção, pois ajuda a manter os fios higienizados, sequinhos e com boa textura”, explica a Dra. Kédima Nassif.

Não preparar o cabelo para a atividade física: “Sim, você não deve se preocupar com o seu cabelo apenas depois do exercício, mas antes também. Antes de ir à academia, utilize produtos ricos em proteínas e aminoácidos nos fios. No caso das aulas de natação, você pode utilizar uma touca de pano por baixo da de silicone, para garantir que o cabelo saia seco e protegido do cloro.”

Treinar de cabelo solto ou de rabo de cavalo todos os dias: “O erro do rabo de cavalo é o mais cometido; treinar de rabo de cavalo todos os dias faz com que seus fios sofram rupturas. Existem diversas outras opções além do rabo de cavalo, como coques altos, tranças simples, embutidas, espinha de peixe, ou até mesmo a combinação rabo-trança. Cabelo totalmente solto, então, ainda pior. Lembre-se da regra, quanto menos contato com o cabelo o suor tiver, melhor.”

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias em seu e-mail. O artigo continua após o formulário!

Mantemos seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam esse serviço possível. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Prender o cabelo de forma muito apertada: O penteado rabo de cavalo não é o único que pode prejudicar seu cabelo. “O mesmo vale para coques muito rentes ao couro cabeludo: puxar e esticar demais os fios faz com que, a longo prazo, seu cabelo se torne mais ralo e com falhas na região da testa e do contorno do rosto. Esse problema é conhecido como alopecia de tração. Para tirar a franja do rosto, prefira grampos ou mesmo headbands elásticas”, sugere a dermatologista e tricologista.

Não hidratar o cabelo: Só o shampoo e o condicionador não são suficientes para deixar o cabelo hidratado, bonito e brilhante. “A hidratação com máscaras pelo menos uma vez por semana é obrigatória para manter qualquer tipo de cabelo brilhante e macio. Além disso, ao secar, não esfregue os cabelos com a toalha. Desembarace os fios sempre das pontas para a raiz, e de preferência junto com um leave-in ou creme de pentear”, finaliza a Dra. Kédima Nassif.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.