Mundo

Brasileiro condenado à morte é fuzilado na Indonésia

Mesmo com os pedidos de clemência da presidente Dilma Rousseff, o brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, 53, foi executado na tarde deste sábado (17) na Indonésia pelo crime de tráfico de drogas. O assessor especial da Presidência da República do Brasil para assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia, informou nesta sexta-feria (16) que o governo brasileiro pediu ajuda ao Papa Francisco contra a condenação à morte do brasileiro Marco Archer, preso na Indonésia em 2004 por tráfico de drogas. O Papa não conseguiu conversar com o presidente da Indonésia.

Um porta-voz da Procuradoria Geral do país confirmou o cumprimento da pena capital à BBB Indonésia. Marco estava preso desde 2003 depois de ser flagrado no aeroporto da capital Jacarta com 13,4kg escondidos em ferragens de uma asa delta, o carioca foi condenado à morte em 2004.

Ele é não apenas o primeiro brasileiro a ser executado no exterior, mas também o primeiro ocidental morto pelas autoridades da Indonésia, país em que o tráfico de drogas é punido com a esta pena. Além de Archer outros três estrangeiros, além de uma mulher da Indonésia, foram fuzilados pouco depois da meia noite (15h de Brasília) na prisão de segurança máxima da Ilha de Nusakambangan, na costa de Java, no Oceano Índico.

O brasileiro teve ainda a chance de um encontro com sua tia Maria de Lourdes Archer Pinto, 61, que viajou do Brasil levando alguns itens para sua última refeição. Maria era o parente mais próximo do brasileiro.

As informações são da BBC.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.