Brasil tem mais de mil mortes por Covid-19 pelo 3º dia seguido

maio 28, 2020 0 Por Romário Nicácio
Brasil tem mais de mil mortes por Covid-19 pelo 3º dia seguido

(ANSA) – O Brasil registrou 1.156 mortes pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, atingindo um total de 26.754 vítimas, informou o Ministério da Saúde nesta quinta-feira (28). Esta é a terceira vez seguida na semana que o país atinge a marca de mil óbitos.

De acordo com os dados, existem 438.238 pessoas infectadas pela Covid-19 em todo o território brasileiro, sendo que 26.417 foram diagnosticadas entre ontem e hoje. Com a quantidade, o país bate o recorde de novas contaminações. O maior número havia sido registrado no dia 22 de maio, com 20.803 novos casos.

Do total de casos confirmados, 233.880 estão em acompanhamento e 177.604 foram recuperados. Há ainda 4.211 óbitos sendo analisados

São Paulo continua sendo o epicentro da doença, com 95.865 casos confirmados, sendo 6.382 novas infecções nas últimas 24 horas, um recorde diário. Ao todo, o estado tem 6.980 mortes, com 268 óbitos a mais que no dia anterior.

O pico foi registrado um dia depois do governador João Doria anunciar a reabertura de alguns setores da economia em determinadas regiões do estado. Na sequência aparece Rio de Janeiro (44.886), Ceará (37.821) e Amazonas (36.146). A classificação muda, no entanto, quando observado o total de falecimentos. Nesse caso, o maior número é registrado em São Paulo (6.980), Rio de Janeiro (4.856), Ceará (2.733), Pará (2.704) e Pernambuco (2.566).

Também foram registradas mortes no Amazonas (1.964), Maranhão (887), Bahia (570), Espírito Santo (538), Alagoas (385), Paraíba (318), Rio Grande do Norte (258), Minas Gerais (255), Rio Grande do Sul (213), Amapá (198), Paraná (169), Rondônia (142), Piauí (138), Distrito Federal (142), Santa Catarina (131), Sergipe (135), Acre (122), Goiás (115), Roraima (102), Tocantins (68), Mato Grosso (51) e Mato Grosso do Sul (18).

Embora ainda ocupe a sexta posição no ranking de países com mais mortos pelo novo coronavírus, o Brasil pode ultrapassar, em breve, a Espanha, que atualmente tem 27.119 mortes, de acordo com o levantamento da Universidade Johns Hopkins.