Bolsonaro diz que covid ‘veio para ficar’ e que vacina não será obrigatória

Bolsonaro diz que covid ‘veio para ficar’ e que vacina não será obrigatória

Bolsonaro diz que covid ‘veio para ficar’ e que vacina não será obrigatória

Presidente adiantou que o Ministério da Saúde está na iminência de aprovar que o uso de máscaras passe a ser opcional no país (Foto: Anderson Riedel/PR)

Rafael Nicácio agosto 24, 2021 Destaques

Mesmo diante de alertas de especialistas sobre o risco de uma terceira onda de infecções, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que o vírus da covid-19 veio para ficar e que não irá obrigar ‘ninguém a se vacinar’.

A declaração feita em entrevista a uma rádio do estado de Alagoas ocorre cinco dias após o chefe do Executivo federal afirmar que a pandemia ‘está chegando ao fim’.

Nessa segunda (23), Bolsonaro adiantou que o Ministério da Saúde está na iminência de aprovar que o uso de máscaras passe a ser opcional no país. Durante a entrevista à Rádio Farol, de Alagoas, o presidente voltou a sinalizar a mesma intenção.

Não obrigaremos ninguém a tomar vacina, esperamos que até dezembro toda a população acima dos 18 anos seja vacinada e que entremos na plena fase de normalidade no nosso Brasil“, disse o presidente.

Avanço das imunizações

O país chegou a 26% da população completamente vacinada contra o vírus, o que representa 55 milhões de pessoas.

O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa, com base nas informações fornecidas pelas secretarias estaduais de saúde.

Até a segunda-feira (23), cerca de 58% da população do país recebeu a primeira dose e aguarda a segunda. Isso equivale a 122,8 milhões de pessoas.

O estado onde a vacinação está mais avançada é São Paulo, onde 71% da população tomou a primeira dose. Já o Mato Grosso do Sul lidera entre os estados com mais pessoas completamente imunizadas contra a covid-19: 40,7%.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial.

Outros artigos