Brasil

Bolsonaro desiste de instalar bases militares americanas no Brasil

General Sérgio Etchegoyen diz que Bolsonaro tem sofrido novas ameaças
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

A ideia não foi bem recebida por uma ala nacionalista da cúpula das Forças Armadas

(ANSA) – O presidente Jair Bolsonaro pode ter voltado atrás em mais uma de suas ideias que geraram repercussão negativa: a de instalar bases americanas no território brasileiro.

De acordo com o jornal “Folha de S.Paulo”, Bolsonaro teria avisado a cúpula das Forças Armadas de que não haverá nenhuma base militar dos EUA no Brasil durante seu mandato.

O presidente tinha cogitado a possibilidade de instalar uma base no país durante uma entrevista na semana passada, diante de sua tentativa de se aproximar diplomaticamente do governo de Donald Trump.

A ideia foi confirmada pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e elogiada pelo secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, que esteve na posse de Bolsonaro, em Brasília, no dia 1º de janeiro.

A ideia, porém, não foi bem recebida por uma ala nacionalista da cúpula das Forças Armadas, além de contrariar princípios de soberania estabelecidos pela Política Nacional de Defesa e pela Estratégia Nacional de Defesa.

Atualmente, os EUA mantêm mais de 800 bases em cerca de 80 países, mas nenhuma na América do Sul. A Colômbia chegou a sediar uma base na época em que recebia apoio norte-americano para combater o grupo guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). 

You Might Also Like

One comment

  1. 1

    Tudo bem não ter base americana aqui no Brasil, mas se eventualmente Rússia e China instalarem apoio bélico na Venezuela para ameaçar o Chile, Colômbia e Brasil então não haverá nenhum apoio americano. Brasil não tem capacidade de defender-se de mísseis que fossem estrategicamente instalados na ditadura do Maduro.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.