Bolsonaro desiste de instalar bases militares americanas no Brasil
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Bolsonaro desiste de instalar bases militares americanas no Brasil

A ideia não foi bem recebida por uma ala nacionalista da cúpula das Forças Armadas

(ANSA) – O presidente Jair Bolsonaro pode ter voltado atrás em mais uma de suas ideias que geraram repercussão negativa: a de instalar bases americanas no território brasileiro.

De acordo com o jornal “Folha de S.Paulo”, Bolsonaro teria avisado a cúpula das Forças Armadas de que não haverá nenhuma base militar dos EUA no Brasil durante seu mandato.

O presidente tinha cogitado a possibilidade de instalar uma base no país durante uma entrevista na semana passada, diante de sua tentativa de se aproximar diplomaticamente do governo de Donald Trump.

A ideia foi confirmada pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e elogiada pelo secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, que esteve na posse de Bolsonaro, em Brasília, no dia 1º de janeiro.

A ideia, porém, não foi bem recebida por uma ala nacionalista da cúpula das Forças Armadas, além de contrariar princípios de soberania estabelecidos pela Política Nacional de Defesa e pela Estratégia Nacional de Defesa.

Atualmente, os EUA mantêm mais de 800 bases em cerca de 80 países, mas nenhuma na América do Sul. A Colômbia chegou a sediar uma base na época em que recebia apoio norte-americano para combater o grupo guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). 

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!

One thought on “Bolsonaro desiste de instalar bases militares americanas no Brasil

  1. Tudo bem não ter base americana aqui no Brasil, mas se eventualmente Rússia e China instalarem apoio bélico na Venezuela para ameaçar o Chile, Colômbia e Brasil então não haverá nenhum apoio americano. Brasil não tem capacidade de defender-se de mísseis que fossem estrategicamente instalados na ditadura do Maduro.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: