Aventureiro ‘Dean Potter’ morre em salto de 2,3 mil metros

(ANSA) – O aventureiro norte-americano Dean Potter, um dos atletas radicais mais conhecidos do mundo, morreu aos 43 anos, em um voo de wingsuit na Califórnia, nos EUA. Potter e outro atleta, Graham Hunt, de 29 anos, morreram ao tentar passar em alta velocidade por uma abertura estreita saltando de um penhasco à beira de um cânion no Parque Nacional de Yosemite, a 2,3 mil metros de altura.

Os corpos foram encontrados por equipes de resgate. De acordo com as autoridades, nenhum dos dois paraquedas tinha sido utilizado. O caso está sendo investigado. Potter superou vários recordes em modalidades de escala e já tinha cumprido diversos desafios de highline.

Dean Potter, que esteve entre os Aventureiros do Ano de 2009 escolhidos pela revista National Geographic, era considerado um visionário e uma inspiração dentro da comunidade de esportes radicais, em particular escalada e caminhada em highline (similar à corda bamba em alturas).

Ele costumava fazer saltos com sua cadela, Whisper (Foto: Reprodução)
Ele costumava fazer saltos com sua cadela, Whisper (Foto: Reprodução)

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!