Mundo

Áustria vence e evita que casa de Hitler vire templo nazista

ANSA/CHRISTIAN BRUNA

(ANSA) – O Ministério do Interior da Áustria informou nesta segunda-feira (5) que o Supremo Tribunal do país europeu encerrou uma longa batalha judicial envolvendo a casa onde o alemão Adolf Hitler nasceu, em Braunau.

A família de Gerlinde Pommer era a proprietária do imóvel há quase 100 anos. No entanto, as autoridades austríacas assumiram o controle da casa amarela de esquina em dezembro de 2016, visando que o local não se torne um templo neonazista.

Com a decisão, a família Pommer receberá 810 mil euros de indenização e encerrará a longa batalha judicial com o Estado.

“Após a decisão do tribunal sobre a indenização, um uso para a casa onde Hitler nasceu pode agora ser enquadrado dentro da lei para evitar qualquer tipo de atividade relacionada com o nazismo”, afirmou o ministro do Interior da Áustria, Wolfgang Peschorn, em um comunicado.

Além disso, o político revelou que será organizado um concurso de arquitetos para definir o futuro do casarão de três andares.

Hitler nasceu em 20 de abril de 1889 e viveu apenas alguns meses em Branau. No entanto, isso marcou a pequena cidade austríaca, que possui pouco mais de 16 mil habitantes.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.