Astrônomos descobrem novo planeta com “órbita estranha”

Astrônomos descobrem novo planeta com “órbita estranha”

Astrônomos descobrem novo planeta com “órbita estranha”

Romário Nicácio novembro 5, 2014 Universo

Astrônomos da Universidade de Yale, EUA, descobriram, com a ajuda de “caçadores de planetas” um planeta cuja órbita carece de pontualidade. As informações são do Actualidad RT.

 Algumas pessoas “nunca estão no tempo certo”, e parece que alguns planetas têm o mesmo problema. O novo planeta, chamado PH3c possui baixa massa e densidade, e está a uma distância de 2.300 anos-luz da Terra. Sua atmosfera é composta principalmente de hidrogênio e hélio, dizem os cientistas. Em um primeiro momento, os astrônomos perderam o PH3c de vista devido a sua estranha maneira de orbitar. No entanto, os entusiastas do cosmos que monitoram o céu com seus próprios olhos, o descobriram depois de estudar cuidadosamente os dados da missão Kepler da NASA .

O PH3c se move em uma órbita original que é desigual e não responde a um horário fixo, e os astrônomos acreditam que isso é por causa da influência gravitacional de outros planetas. O ciclo orbital do PH3c muda após 10 horas aproximadamente10 órbitas.  Este ciclo orbital que segue um cronograma fixo impediu que os algoritmos de computador pudessem encontrar o planeta, no entanto os olhos humanos foram capazes de pegar o terceiro sinal de trânsito a partir do sistema do planeta. O trânsito ocorre quando os planetas cruzam na frente as suas estrelas, criando um sinal ou uma centelha de luz que pode ser notado.

A descoberta de Ph3C permitiu aos cientistas estudar dois outros planetas perto dele, que se cruzam na frente das estrelas. “A descoberta do planeta central é a chave para calcular a massa de outros dois planetas. Seu período orbital também muda um pouco, mas esses planetas chegam 10 minutos mais tarde”, disse o graduado de Yale. O novo planeta é duas vezes menor do que a Terra, mas sua massa é quatro vezes maior que a do nosso planeta.

Outros artigos