Mundo

Anonymous declaram guerra contra Estado Islâmico

anonymous
Foto: Reprodução

(ANSA) – O grupo de hackers Anonymous divulgou um vídeo hoje (16) declarando guerra ao grupo Estado Islâmico (EI, ex-Isis) e prometendo “desmascarar” os jihadistas responsáveis pelos atentados de Paris da última sexta-feira (13).

Lançando também uma hashtag sobre a iniciativa, a #OpParis, os hackers confirmaram que entrarão na guerra contra os jihadistas do EI, já que o grupo terrorista é considerado o melhor no uso de redes sociais para divulgar atrocidades, reivindicar ataques e recrutar combatentes. Em janeiro, logo após o massacre do jornal satírico francês “Charlie Hebdo”, o Anonymous adotou medidas para combater ações do Estado Islâmico na Internet. Agora, porém, os hackers querem dar um passo mais firme e divulgar a identidade dos jihadistas.

“Nós não vamos parar, não perdoaremos, faremos todo o necessário para acabar com as ações deles”, disse um porta-voz do Anonymous no vídeo, vestindo a tradicional máscara do grupo inspirada no britânico Guy Fawkes. O porta-voz destacou que o objetivo da caçada é “unir a humanidade” e que o EI pode esperar por ataques cibernéticos “massivos”. “Nós somos hackers melhores”.

De acordo com a revista Foreign Policy, desde o massacre do “Charlie Hebdo”, a organização conseguiu derrubar 149 sites ligados ao EI, além de divulgar uma lista com mais de 100 mil contas do Twitter relacionadas aos terroristas. O EI assumiu a autoria da série de atentados em Paris que deixou mais de 130 mortos e dezenas de feridos. Em um vídeo, o grupo explicou que os ataques foram cometidos em resposta às ações militares da França e de países europeus, além dos Estados Unidos, na Síria.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.