Os alunos do IFRN – Campus Santa Cruz em parceria com a Faculdade de Ciências da Saúde da UFRN (Facisa), desenvolveram em projeto de pesquisa um equipamento para pacientes no quadro de pós – Acidente Vascular Cerebral (AVC). Como consequência do AVC, a pessoa lesionada adquire hemiparesia (um dos lados do corpo paralisado) e, a ferramenta fisioterapêutica então chamada de “Player Feedback“, trabalha através de estímulos às partes motoras e cognitivas.

O funcionamento da ferramenta se dá através da gameficação – uma espécie de jogo –, onde o paciente acompanha sua evolução através de pontuação com objetivo de tornar a ferramenta estimulante e atrativa. Uma de suas funções é quantificar o tempo de resposta do paciente ao estímulo visual, para propiciar um tratamento fisioterápico com precisão na geração de dados e evolução do quadro clínico do paciente. Além disso, sua estrutura é desenvolvida em MDF e conta com cinco circuitos de LED, contudo, a pretensão é substituir o MDF por Acrílico para ampliar as possibilidades de efetuar melhorias devido às características do segundo material.

Andriely Nunes, Hudson Andrade e Jamili Medeiros são alunos do curso de Informática do IFRN e atuam no desenvolvimento do projeto, que é coordenado pelo professor Paulo Augusto de Lima Filho.

“Todo integrante está engajado com o projeto, desde o desenvolvimento de circuitos, códigos e artigos”, disse Andriely Nunes. “Como sendo uma parceria com a Facisa, o projeto nos dá a oportunidade de ter contato com orientadores e alunos da pós-graduação em Fisioterapia. Passamos a entender coisas novas, aprender sobre o AVC e em como podemos ajudar a medicina com a tecnologia”, relata. A aluna também destaca a formação acadêmica que o Instituto proporciona nesse cenário: “A educação pode nos levar longe e o IFRN é uma escola que nos oferece uma formação completa. Com isso, os projetos que desenvolvemos no Campus, nos auxiliam a construir um bom futuro. Não só para nós, mas para a comunidade”, conclui.

O professor Rodrigo Barreto, um dos pesquisadores que participaram do projeto, acredita que, “é muito importante desenvolver esses projetos de parceria para estimular o desenvolvimento da região, além de propiciar o amadurecimento do aluno no aprender, na busca científica e na prática da pesquisa”, disse. O grupo ainda destaca a importância de divulgar o trabalho: “Estamos submetendo o projeto para publicação e também fizemos submissão para a Secitex, pois é muito importante e gratificante ter um trabalho publicado e apresentado à comunidade, nos abrindo oportunidades no futuro”.

Ao final, espera-se construir dois equipamentos, deixando um na Facisa e outro no IFRN – Campus Santa Cruz, para estudos mais detalhados.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.