Mossoró

Aeroporto de Mossoró deve ser reaberto em até 60 dias

Falta pouco para o Aeroporto Governador Dix-Sept Rosado, em Mossoró, voltar a funcionar. Depois de mais de seis meses de trabalho e um investimento de cerca de R$ 2 milhões feito pelo Governo do RN, técnicos da Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC) finalizaram vistoria na área operacional do local durante esta semana e verificaram que as exigências para certificação foram cumpridas.

Agora, a Agência produzirá um relatório que será publicado nos próximos 15 dias para ser anexado ao processo de certificação do aeroporto. A consequente liberação para voos pode sair em até 60 dias.

Em novembro passado, o governador Robinson Faria reuniu-se em Brasília com o diretor-presidente da ANAC, José Ricardo Botelho, para liberar a estrutura. “É estratégico para o Oeste que o aeroporto entre em operação para movimentar o turismo, tanto social quanto de negócios, já que a região é importante produtora de itens como sal marinho e de fruticultura irrigada”, destacou o chefe do Executivo estadual.

“A operação desse aeroporto é importante para os polos turísticos da Costa Branca e o Serrano, facilitando o acesso de visitantes às praias e locais históricos de diversos municípios. Inclusive, já estamos em contato com a Azul Viagens, CVC e outras operadoras para divulgar o potencial turístico dessas cidades”, informou o secretário de Turismo do RN (Setur), Ruy Gaspar.

Segundo Cláudio Medeiros, diretor de Transportes do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), órgão responsável pela administração do aeroporto, que acompanhou a recente inspeção da ANAC, as obras realizadas pelo Governo do RN foram de ordem técnica e relativas a itens como engenharia, segurança e iluminação.

No início de 2017, o governo entregou uma reforma no aeroporto que contemplou espaço para lojas de artesanato, mirante do terminal, salas para administração, para Infraero e para empresas aéreas, check-in de passageiros, embarque, sala VIP e banheiros. No Anexo do aeroporto foram reformadas as instalações para abrigar o Corpo de Bombeiros. Foi instalada também uma cerca de isolamento da pista para evitar a entrada de animais e pessoas, além da pintura do prédio. O valor desse investimento foi de cerca de R$ 300 mil com recursos próprios do Estado.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.