Ação do Ministério Público prende ex-padre potiguar condenado por estupro

dezembro 10, 2019 0 Por Rafael Nicácio
Ação do Ministério Público prende ex-padre potiguar condenado por estupro

Uma ação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), com o apoio do Ministério Público de Goiás e da polícia daquele Estado, prendeu o ex-padre potiguar José Irineu da Silva, condenado por crime de estupro de vulnerável. O mandado de prisão foi cumprido na cidade de Quirinópolis, a 286 km de Goiânia.

O ex-padre já foi afastado da Igreja pelo Tribunal Eclesiástico da Cúria Metropolitana de Natal em 2017. Ele foi condenado definitivamente a uma pena de oito anos de reclusão pelo crime de estupro de vulnerável praticado em abril de 2011 na cidade de Ipanguaçu, no Oeste potiguar.

José Irineu da Silva, abusou de um menino de dez anos na sacristia da capela de São José Operário, no distrito de Arapuá, em Ipanguaçu, onde teria se aproveitado de um momento a sós com o garoto para apalpar-lhe as partes íntimas.

Disque Denúncia 127

O MPRN reforça à população que continua recebendo denúncias anônimas de crimes. As comunicações podem ser feitas pelo Disque Denúncia 127, que é um canal direto do MPRN para denúncias de crimes em geral. O cidadão pode ligar gratuitamente para o número. A identidade da fonte será preservada.

Além do telefone, as denúncias também podem ser encaminhadas por WhatsApp para o número (84) 98863-4585 ou e-mail para denuncia@mprn.mp.br. Os cidadãos podem encaminhar informações em geral que possam levar à prisão de criminosos, denunciar atos de corrupção e crimes de qualquer natureza. No WhatsApp, são aceitos textos, fotos, áudios e vídeos que possam comprovar as informações oferecidas.