Destaques, Política

Datafolha mostra divisão do eleitorado sobre Bolsonaro

(ANSA) – Pesquisa divulgada pelo instituto Datafolha nesta segunda-feira (8) mostra que tanto a aprovação quanto a reprovação do governo Jair Bolsonaro oscilaram para cima desde abril. Segundo o levantamento, 33% consideram a atual gestão “ótima ou boa”, contra os 32% da última sondagem, enquanto o índice de “ruim ou péssimo” saiu de 30% para

Destaques, Política

Bolsonaro tem pior avaliação em início de mandato, diz pesquisa Datafolha

(ANSA) – Jair Bolsonaro é o presidente com pior avaliação nos três primeiros meses de mandato desde a redemocratização, de acordo com pesquisa do Datafolha divulgada neste domingo (7). O levantamento, realizado nos dias 2 e 3 de abril, mostra que 32% consideram seu governo “ótimo ou bom”; 33%, “regular”; e 30%, “ruim ou péssimo”.

Destaques, Política

Bolsonaro tem 49% das intenções de voto e Haddad 36%, diz pesquisa Datafolha

O Instituto Datafolha divulgou nesta quarta-feira (10) o resultado de pesquisa de opinião que indica que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) tem 49% das intenções de voto e Fernando Haddad (PT) tem 36%. O número de eleitores indecisos ou que declaram votar em branco é de 8%. Seis por cento não souberam ou não quiseram

Destaques, Política

Datafolha: Bolsonaro chega a 35% e abre 13 pontos de vantagem para Haddad

O Datafolha divulgou durante a noite desta quinta-feira (4) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa, encomenda pela TV Globo e pela “Folha de S.Paulo“, ouviu 10.930 eleitores durante a quarta-feira (3) e hoje (4). Segundo a pesquisa, Jair Bolsonaro, do PSL, manteve o crescimento e atingiu 35%. Fernando Haddad,

Destaques, Política

Bolsonaro lidera e Haddad já empata com Ciro, diz Datafolha

A nova pesquisa de intenção de voto divulgada nesta sexta-feira (14) pelo instituto Datafolha indica uma oscilação positiva de Jair Bolsonaro e um crescimento de Fernando Haddad, “ungido” candidato do PT após a inelegibilidade de Lula. Internado há mais de uma semana por ter sido esfaqueado, o postulante do PSL subiu de 24% para 26%,