Dicas de Saúde

6 mitos e verdades que você precisa saber sobre azia

Foto: Reprodução/Discas Saúde

A azia é o sintoma de origem gastrointestinal mais sentido pelos brasileiros. É o que aponta levantamento nacional encomendado por ENO e Sonrisal ao instituto de pesquisa IPSOS Brasil. Segundo o estudo, 24,4% dos entrevistados citaram a azia como o sintoma gastrointestinal mais frequente experimentado nos últimos três meses. O sintoma, que aparece em primeiro lugar no ranking que lista outros 15 desconfortos estomacais, é seguido por cólicas menstruais e dores de barriga.

Conheça abaixo seis mitos e verdades sobre azia e má digestão listados pela Dra. Ana Santoro, Gerente Médica da GSK Brasil:

1. Tomar leite combate azia e queimação no estômago (MITO)

O leite contém grande quantidade do ácido secretado pelo nosso organismo. Porém, depois que o estômago esvazia, o ácido gástrico que ainda é produzido não é capaz de ser reduzido. Isso faz com que o pH do estômago diminua, contribuindo para a ocorrência de azia e queimação.

2. Fumar afeta o estômago e agrava o quadro de azia (VERDADE)

O hábito de fumar compromete a capacidade do estômago de neutralizar ácidos após uma refeição, o que acaba permitindo que o ácido produzido pelo organismo e proveniente dos alimentos ingeridos ataque o revestimento estomacal de forma mais agressiva.

3. Corrigir a postura pode evitar azia antes de dormir (VERDADE)

O refluxo ocorre quando o ácido gástrico ultrapassa o esfíncter esofágico e reflui para o esôfago, provocando sensação de dor e/ou desconforto, conhecido como azia. Caso a pessoa esteja com esse sintoma, além de evitar comidas pesadas à noite, elevar a cabeceira da cama cerca de 15cm pode ajudar a contê-lo.

4. Praticar exercícios combate má digestão (MITO)

Embora não haja comprovação científica sobre este fato, sabemos que exercícios de longa duração podem provocar sintomas no trato intestinal, entre eles azia. O ideal é ingerir, com moderação, gorduras e proteínas e privilegiar uma dieta rica em fibras e soluções hipertônicas de carboidratos antes da prática de exercícios, reduzindo assim os sintomas gastrointestinais.

5. Jejum estimula vasoconstrição e gera azia (VERDADE)

A literatura sobre o assunto sugere que a redução do número de refeições e a perda das reservas hepáticas de glicogênio – substância utilizada pelo organismo como fonte energética – resultam na liberação de serotonina e epinefrina (adrenalina), o que pode causar alterações vasculares e gerar azia e dor de cabeça. Liberação de hormônios do estresse e hipoglicemia também estão envolvidos nesse processo.

6. O sintoma da azia desaparece sozinho (MITO)

A pesquisa encomendada por ENO e Sonrisal também apontou que 30% dos brasileiros preferem esperar os sintomas de azia e má digestão desaparecem sozinhos a buscar um tratamento adequado.

Esse hábito prejudicial à saúde pode acarretar dor torácica não cardíaca, tosse noturna crônica e dor de garganta. Uma das indicações é o uso de medicamentos antiácidos de rápida ação. Hoje há medicamentos com bom custo benefício e que não precisam de prescrição médica, como o Sal de Fruta, que começa a agir a partir de seis segundos.

 

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!). Fale conosco!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.