Mossoró

22 toneladas de melão são apreendidas em Mossoró

melão
Foto: Idiarn

O Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (Idiarn) retomou as fiscalizações e realizou uma apreensão de 22.230 quilos de melão na última quinta-feira (10), em Mossoró. A carga da fruta, produzida em Governador Dix-Sept Rosado, município localizado fora da área livre da mosca Anastrepha grandis, não tinha autorização para transitar no perímetro da área livre.

A documentação da carga também estava em desacordo com a legislação vigente. Desde 1998 que o Rio Grande do Norte conta com uma área livre da Anastrepha grandis, cujos municípios estão autorizados a produzir e exportar melão. Entre eles estão Mossoró, Grossos, Areia Branca, Tibau, Assu, Carnaubais, Ipanguaçu, Porto do Mangue, Upanema, Alto do Rodrigues, Afonso Bezerra, Serra do Mel e Baraúna.

Atualmente, tramita no Ministério da Agricultura a expansão da área, para englobar Governador Dix-Sept Rosado, Apodi, Felipe Guerra e Pedro Avelino. Só em 2015 já foram plantados mais de 6 mil hectares de melão no RN, em um total de 250 mil toneladas. O diretor de Defesa e Inspeção Sanitária Vegetal do Idiarn, Marcus Araújo, acrescenta que além de a carga de melão não poder circular na área livre, por ser oriunda de município não reconhecido oficialmente pelo Ministério da Agricultura, também estava com a documentação preenchida de maneira inadequada. De acordo com o Idiarn, as cucurbitáceas – melão, melancia, jerimum e pepino – só podem transitar na área livre da mosca se forem oriundas de outras áreas livres e estiverem devidamente certificadas.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!). Fale conosco!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.