DestaquesTecnologia

10 dicas para não ser vítima de golpes na internet

A consultora Aline Bak, especialista em assuntos da internet, destaca estratégias importantes para manter os estelionatários bem longe

Durante a pandemia, a venda de produtos e serviços pela internet teve um crescimento meteórico. Esse aumento no fluxo de dados e transações online atraiu, por sua vez, a atenção de golpistas, de forma crescente. Enquanto algumas fraudes podem parecer bastante óbvias, outras são mais elaboradas e difíceis de reconhecer. “Saber como evitar golpes é a melhor maneira de se manter seguro. É preciso estar atento aos sinais”, diz Aline Bak, especialista em assuntos da internet e marketing digital.

De forma geral, existem alguns indícios que apontam, de modo mais explícito, para ilegalidades. Como, por exemplo, uma solicitação inesperada para o compartilhamento de dados pessoais; situações em que há uma pressão absurda para responder ou transferir dinheiro rapidamente; pedidos de pagamento por métodos incomuns, como moedas virtuais, ou, ainda, textos em que há erros ortográficos ou gramaticais.

Ainda nesse contexto, vale destacar os golpes de clonagem do WhatsApp, que têm acontecido em uma frequência assustadora. “Bandidos usam a conta clonada ou roubada do aplicativo para induzir os contatos a efetuar depósitos e transferências”, alerta Aline (que traz várias dicas em seu Instagram).

Veja, a seguir, 10 dicas da expert para não ser mais uma vítima das fraudes no universo digital:

1) Ative a confirmação em duas etapas no WhatsApp. Este mecanismo, de manejo simples, permite cadastrar um código PIN que será pedido pelo app quando houver a tentativa de habilitar sua conta em outro aparelho celular. Para isso, basta acessar a guia de “Configurações”, clicar em “Conta”, em seguida “Confirmação em duas etapas” e então “Ativar”. Por fim, siga as orientações e cadastre uma senha de seis dígitos.

2) Atenção às senhas. Como regra geral, estas devem ser difíceis de adivinhar e é recomendável que incluam uma combinação de letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos. “É importante nunca usar a mesma senha para todas as contas e atualizá-las com regularidade, para maior segurança”, diz Aline.

3) Prefira comprar de sites com boa reputação. “A idoneidade dos sites de e-commerce é o melhor antídoto para não se cair em ciladas”, diz a especialista. “Por isso, dê preferência aos sites e marketplaces já bem conhecidos, para evitar riscos”.

4) Revise as configurações de segurança e privacidade das mídias sociais. É preciso ter cuidado com as pessoas com as quais você se conecta nas redes, já que golpistas podem usar suas informações e imagens para criar uma identidade falsa. “Uma boa dica é aprender a usar as configurações de privacidade e segurança destes aplicativos”, recomenda Aline. “Se você reconhecer um comportamento suspeito, tome medidas imediatas para proteger sua conta. O primeiro passo é fazer uma denúncia na própria plataforma”.

5) Nas compras online, prefira o cartão de crédito virtual. “A prática não vai impedir que se caia em falsas promoções, mas pelo menos você vai se prevenir contra o ataque de bandidos, já que os dados ficam protegidos”, enfatiza. “E sempre que suspeitar que algo está errado, comunique imediatamente seu banco; após análise, algumas vezes, a compra pode ser cancelada”.

6) Não baixe aplicativos aleatoriamente. Você não deve baixar nenhum app de fontes que não sejam comumente conhecidas. “Procure informações detalhadas antes. Verifique o desenvolvedor, as avaliações e as análises”, alerta a especialista.

7) Não abra textos suspeitos, janelas pop-up ou clique em links ou anexos de e-mails. “Se não tiver certeza sobre a idoneidade do emissor, faça uma checagem independente. Não use, de forma alguma, os detalhes de contato fornecidos na mensagem enviada a você”, diz Aline. “Abra apenas e-mails, links e anexos de fontes conhecidas”.

8) Mantenha seus aparelhos e computadores seguros. Não compartilhe o acesso a seus dispositivos com outras pessoas (inclusive remotamente), atualize o software de segurança e tenha o hábito de fazer backup do conteúdo. Proteja sua rede Wi-Fi com uma senha e evite usar computadores públicos ou hotspots para acessar serviços bancários e fornecer informações pessoais.

9) Cuidado com pedidos de dinheiro. Nunca faça transações monetárias ou forneça detalhes de seu cartão de crédito, conta online ou envie cópias de documentos pessoais a alguém que você não conhece ou, mais do que isso, não tenha absoluta confiança.

10) Desconfie de contatos feitos “na pressão”. Os golpistas querem que você tome atitudes antes de ter tempo hábil para pensar. Se estiver ao telefone, eles podem lhe pressionar para não desligar, de modo que você não poderá conferir a história. “E também costumam fazer ameaças, como dizer que seus cartões bancários podem ser desativados ou seu computador corrompido. Nestas situações, alerta máximo”, alerta a especialista.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.