Home Notícias Brasil RN Voo Milão-Natal deverá injetar R$ 70 milhões no RN

Voo Milão-Natal deverá injetar R$ 70 milhões no RN

Publicidade

Voo Milão-Natal deverá injetar R$ 70 milhões no RN
0
Publicidade

O novo voo direto entre Milão e Natal, de frequência semanal, proporcionará uma injeção de até R$ 70 milhões na economia do Rio Grande do Norte no período de um ano. A estimativa baseia-se no estudo conjunto feito entre o Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Turismo, e a companhia aérea Meridiana, responsável pelo voo. A previsão da companhia é de que venham pelo menos 25 mil turistas italianos a Natal em 12 meses, movimentando a economia local.

A Itália é um dos principais pólos emissores de turistas para o Brasil, e a capital potiguar tem se firmado como um destino eclético e atraente para os italianos. O lançamento do voo semanal entre Milão e Natal, pela companhia aérea italiana Meridiana Air Lines, foi considerado um dos pontos altos da TTG Incontri 2015, uma das principais feiras de turismo da Itália. Durante dois dias de evento, o Rio Grande do Norte participou das rodadas de negócios promovidas no estande do Brasil, mantido pela Embratur. Mais de 800 reuniões foram realizadas entre os brasileiros e o trade italiano. O RN se destacou como um dos 15 co-expositores, apresentando as potencialidades principalmente para o turismo de praia, de aventura e religioso.

O secretário estadual de Turismo, Ruy Gaspar, que participou da TTG Incontri e concedeu coletiva em evento de lançamento do voo Milão-Natal, para a imprensa e trade turístico italianos, destaca que a recuperação da conexão direta com a Itália é resultado da credibilidade do atual governo junto ao trade e ações que estão sendo realizadas para priorizar o desenvolvimento turístico. “Há um grande empenho deste governo em ampliar o turismo e reconquistar mercados, assim como em ampliá-los. Estamos investindo na nossa divulgação turística na Itália com um plano de marketing em conjunto com as operadoras italianas e a companhia aérea Meridiana. Já temos um terceiro voo fechado para Ilha do Sal, em Cabo Verde, que funciona como Hub para Lisboa, Amsterdã, Bergamo e Paris. E para o ano que vem vamos trabalhar para reconquistarmos algum da Escandinávia e talvez um da Alemanha”, destacou o secretário.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!