Home Notícias Variedades Curiosidades Você já parou pra pensar como é feita a gasolina?

Você já parou pra pensar como é feita a gasolina?

Você já parou pra pensar como é feita a gasolina?
0

A gasolina, combustível utilizado por excelência para automóveis, devido ao seu elevado poder calorífico e à facilidade de se misturar com o ar, resulta numa junção de átomos de hidrogênio e carbono líquidos voláteis, inflamáveis, que têm origem no petróleo.

Segundo a teoria mais aceite, apesar de não ser a única, o petróleo resulta de restos de animais e plantas marinhas que viveram há muitos milhões de anos e cuja deterioração bacteriana deu origem a detritos constituídos, essencialmente, por carbono e hidrogénio.

Com o passar dos anos estes sedimentos ficaram cobertos, a uma profundidade de cerca de 3 quilómetros, por camadas de areia e resíduos, fazendo com que o calor e a pressão dessem origem aos hidrocarbonetos, isto é, compostos químicos constituídos apenas por átomos de hidrogénio e carbono.

O petróleo ao conter hidrocarbonetos faz com que os seus átomos de carbono que o constituem se unam em cadeias de diferentes comprimentos.

O que se tem verificado é que as moléculas de hidrocarbonetos de diferentes comprimentos têm propriedades e comportamentos diferentes, isto significa que esta diferença faz com que as cadeias tenham pontos de ebulição mais altos e possam ser separadas por destilação. Este vapor é retirado antes de ser passado para a fase seguinte, em que é bombeado por uma câmara com o catalisador.

Este processo é exatamente o que acontece numa refinaria de petróleo: o óleo cru, sem qualquer tipo de tratamento é aquecido e as diferentes cadeias são extraídas pelas suas temperaturas de vaporização. Recorre-se a esta reação química para controlar o comprimento das cadeias moleculares e transformar o petróleo em gasolina e gasóleo.

O que acontece é que as cadeias de moléculas mais pesadas, e com mais carbono, são separadas em óleos pesados e apresentam um ponto de ebulição superior, em comparação com as cadeias de moléculas mais pequenas, e com menos carbono, que voltam a ser vaporizadas, tornando-se substâncias ainda mais leves.

Este processo de separação ocorre quando se verifica um determinado ponto de ebulição, uma vez que em cada ponto específico de ebulição, ocorre a separação dos óleos (gasolina ou gasóleo).

Com isto concluímos que a gasolina é feita com base nestas duas substâncias, sendo este aspeto importante para garantir o equilíbrio, quando sujeita a uma maior compressão, evitando assim uma possível explosão.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!