Home Notícias Variedades Mundo Pet Veja dicas para cuidar da saúde do seu pet

Veja dicas para cuidar da saúde do seu pet

Veja dicas para cuidar da saúde do seu pet
Foto: Reprodução / Revista Mais Que Pet
0

Com cerca de 32 milhões de cães e 16 milhões de gatos espalhados por todo o território nacional, o Brasil é hoje o segundo país do mundo com a maior população de animais de estimação, segundo pesquisa realizada pelo site Meu Amigo Pet.

Divertidos e companheiros, os pets são os mascotes da casa e assim como os outros membros da família, precisam de alguns cuidados especiais para continuar saudáveis e fortes.

De acordo com Karen Neves, da loja Virtual Zen Animal, pequenas atitudes podem colaborar para a saúde dos pets e alguns acessórios já disponíveis no mercado também são utilizados como ferramentas para auxiliar os donos durante esse processo.

“Existem várias opções de acessórios que colaboram para o bem-estar dos pets. Pequenas mudanças na rotina do seu animalzinho podem ajudar na busca por uma vida mais saudável. Por exemplo, para os cães afobados, que comem muito rápido, trocar o pratinho comum por um adequado para esse tipo de situação ajuda a resolver o problema e evita maiores problemas de saúde para o pet”, conta Karen.

A especialista separou algumas dicas para ajudar os tutores a solucionarem alguns problemas recorrentes na rotina diária dos seus animais de estimação. Confira:

Alimentação balanceada

Para cães que se alimentam muito rápido, já existem no mercado comedouros especiais feitos exatamente para auxiliar durante o processo da alimentação. De acordo com especialistas, ao se alimentar depressa ou “engolir a comida” pode ocorrer a entrada de ar no estômago, causando além de engasgos e vômitos, doenças mais graves como gastrite e dilatação e torção do estômago.

O Comedouro Lento Eco PetFit, por exemplo, é um produto ecologicamente correto, feito com materiais reutilizáveis para ajudar a controlar a ansiedade dos pets. O potinho é feito de polipropileno com 30% de fibra de coco ou madeira e possui compartilhamentos que encaixam as bolinhas de ração, ajudando o cão a se alimentar mais devagar e também estimulando o raciocínio.

Passeio mais confortável

Uma das soluções que promete acabar com os indesejáveis puxões e ajuda o pet no controle da respiração durante o passeio é o Peitoral de Treinamento Anti Puxão. O peitoral inibe o cão de puxar o condutor, pois diferente dos peitorais de tração, possui um sistema com três argolas frontais, onde é fixada a guia, o que faz com que o cão gire o corpo e assim pare de puxar.

Indicado pelos melhores adestradores para pessoas que buscam uma alternativa aos enforcadores, ele é utilizado para ajudar a guiar com mais tranquilidade o seu cão durante o passeio. Além disso, utilizar o peitoral colabora para a saúde do pet, já que os puxões e trancos das coleiras e enforcadores podem prejudicar a traqueia do seu cãozinho. Esse peitoral é o mais indicado para cães braquicefálicos (focinho curto), já que não é recomendado usar a coleira cabresto que possui a mesma função antipuxão.

A saúde começa pela boca

Assim como nós, os pets também sofrem de problemas odontológicos que podem causar mau hálito, gengivite e até a perda de dentes. Portanto, ficar de olho na coloração das gengivas – devem ser rosa – e fazer uma escovação com regularidade pode minimizar qualquer problema relacionado.

“Incluir mordedores na rotina do seu pet ajuda também no controle dos tártaros. Existem no mercado diversos modelos, como por exemplo, as espigas de milho indicadas para cães de pequeno porte (Mordedor Milho de Nylon) ou o graveto de nylon para cães de todos os portes. Elas são fabricadas com materiais atóxicos e, conforme são roídos, surgem pequenas cerdas que limpam os dentes e massageiam a gengiva do cãozinho”, conta Karen.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!