Home Notícias Variedades Dicas Veja 14 modelos de currículo para baixar e preencher

Veja 14 modelos de currículo para baixar e preencher

Publicidade

Veja 14 modelos de currículo para baixar e preencher
Foto: Reprodução
0
Publicidade

A primeira função de um currículo é instigar o recrutador a chamá-lo para uma entrevista de emprego. A segunda função é servir como roteiro da conversa na etapa presencial do processo seletivo. Em qualquer um destes dois momentos, o currículo pode abrir ou fechar as portas de uma oportunidade de trabalho.

Objetividade também é regra geral do bom currículo: duas páginas bastam até para o mais experiente dos profissionais. O ideal é deixar algumas informações para conversar durante a entrevista e surpreender positivamente o recrutador.

Para ajudar profissionais, o portal Exame selecionou modelos para diferentes perfis e fases de carreira. Escolha o que melhor se adapta ao seu contexto profissional e baixe os modelos nos links.

Estudante

Faça o download AQUI do modelo da Robert Half

Por que usar este modelo? O formato é indicado para candidatos a estágio e/ou primeiro emprego. Aqui, todo o destaque vai para a formação acadêmica – o elemento que mais interessa aos recrutadores de estudantes ou profissionais em sua primeira aventura no mercado de trabalho.

Estagiário

Faça o download AQUI do modelo da STATO

Por que usar este modelo? Esta é outra boa opção para quem está começando sua trajetória profissional. O diferencial deste modelo é o destaque para área de interesse, formação e idiomas.

Trainee

Faça o download AQUI do modelo da Catho

Por que usar este modelo: No campo resumo das qualificações há espaço para falar sobre as aptidões e as habilidades adquiridas e adequadas à área de interesse. Graduação e vivências internacionais podem justificar as competências, além de experiências profissionais. É neste campo que o profissional vai vender o seu peixe e explicar por que deve ser contratado para o cargo.

Muitas vezes o trainee já tem alguma experiência que pode até não ser relacionada à área, mas mesmo assim é um diferencial. No campo experiência profissional vale colocar experiência em empresa júnior e trabalhos informais, desde que haja um contato para referências.

Estagiário ou trainee

Faça o download AQUI do modelo da Cia de Talentos

Por que usar este modelo: para apostar na objetividade. Enxuto, este modelo dá mais destaque à formação acadêmica e ao domínio de idiomas, posicionados à frente do campo de experiência profissional. Para trainees há a possibilidade de destacar cursos de pós-graduação e especializações realizadas.

Também há espaço para valorizar atividades extracurriculares como trabalho voluntário, organização de eventos na universidade, cursos e participação em workshops.

Posições iniciais

Faça o download AQUI do modelo da Produtive

Por que usar este modelo? Se você está começando a sua trajetória profissional, esta disposição das informações é a mais indicada para você. Isso porque o modelo ajuda a explorar estágios, intercâmbios, cursos complementares, eventos e palestras – tudo que possa já indicar uma possível área de interesse do jovem candidato.

Informações adicionais, como trabalhos voluntários, também têm espaço garantido neste template. É importante: os recrutadores costumam usar esses dados para verificar se o perfil do jovem profissional está alinhado à cultura da empresa.

Posições iniciais – 2

Faça o download AQUI do modelo da Robert Half

Por que usar este modelo? Assim como o anterior, este formato é ideal para quem ainda não conta com uma trajetória muito extensa.

A configuração é ideal para jovens profissionais porque facilita a visualização das habilidades técnicas e comportamentais, o grande recurso do candidato nesse nível.

Analista

Faça o download AQUI do modelo da STATO

Por que usar este modelo: Profissionais que pleiteiam posições de analista normalmente têm alguma experiência, mas a formação acadêmica e as responsabilidades técnicas ainda são diferenciais aos olhos do recrutador.

Se você se enquadra no perfil, este modelo é vantajoso por dar mais espaço para o passado acadêmico e experiências técnicas do que para os resultados.

Especialista ou gestor júnior

Faça o download AQUI do modelo da Produtive

Por que usar este modelo? Este template vale para quem está formando sua identidade profissional, isto é, começa a direcionar sua carreira para uma determinada área.

Este formato de CV é adequado para essa fase porque tem foco na especialização do profissional, geralmente orientada à sua área de interesse. O modelo também põe em destaque a execução de atividades, além de informar as atribuições e responsabilidades em cada cargo, bem como certificações e cursos relevantes.

Gerente

Faça o download AQUI do modelo da Catho

Por que usar este modelo: para dar destaque, no resumo das qualificações, para o que de mais peso adquiriu na sua trajetória profissional, pois estas informações serão as primeiras lidas pelo recrutador.

Sobre experiência profissional, o melhor é que sejam informados os 10 últimos anos ou as 5 passagens por empresas mais recentes. Outra dica, é que caso a idade do profissional seja omitida, é melhor omitir também o ano de conclusão dos cursos de graduação.

Pretensão salarial, para currículos neste modelo para impressão, só deve entrar no currículo se for uma exigência. Não se coloca a pretensão para dar margem de negociação no momento da entrevista.

Gerente – 2

Faça o download AQUI do modelo da STATO

Por que usar este modelo? Neste patamar, o currículo deve evidenciar pontos como experiências de liderança, responsabilidades, resultados e evolução da carreira. A seção de idiomas também merece destaque no CV para o nível de gerência, sobretudo se há a intenção de trabalhar numa empresa multinacional.

Confira as vagas de emprego AQUI

Gerente/diretor

Faça o download AQUI do modelo da FLOW

Por que usar este modelo: para destacar pontos fortes e realizações profissionais. O candidato informe o que há de mais relevante logo após os dados pessoais.

Este modelo pode ser utilizado também por gerentes e diretores. Para estes profissionais, é importante destacar que a experiência profissional é mais relevante do que a formação acadêmica, por isso a ordem do modelo deve ser invertida.

Publicidade

Outro ponto importante é em relação ao domínio de idiomas. Se não é um ponto forte, melhor deixar a informação no fim do currículo.

No campo cursos extras e/ou certificações, formações básicas como Pacote Office não devem entrar no currículo de profissionais que buscam cargos de liderança.

Gerente/diretor – 2

Faça o download AQUI do modelo da Produtive

Por que usar este modelo? Este tipo de CV combina com o momento da consolidação profissional de um executivo. Nessa hora, é importante que o currículo deixe de transmitir tantas informações da rotina operacional e passe a enfatizar outras questões.

Por isso, o foco aqui está nos dados gerenciais, como budget, faturamento, gestão de equipe (direta ou indireta), relatórios e estruturação de projetos.

Também vale a pena destacar resultados, como redução de custos e otimização da receita, além de explicitar as áreas que já estiveram sob a sua responsabilidade.

Carreira acadêmica

Faça o download AQUI do modelo acadêmico

Por que usar este modelo: para destacar a formação e as realizações acadêmicas, além de títulos e experiência relacionada ao ensino. O modelo está disponível no Office 2013. O fio condutor do documento é a cronologia das formações (graduação, mestrado, doutorado), títulos e experiências profissionais.

Muita experiência

Faça o download AQUI do modelo da Robert Half

Por que usar este modelo? De acordo com Lucas Nogueira, gerente senior da Robert Half, este formato é mais adequado para quem que já acumulou diversas vivências profissionais e acadêmicas.

A principal vantagem do modelo, diz Nogueira, é permitir agrupar as diversas passagens do candidato em blocos. “É uma forma organizada, clara e objetiva de mostrar a sua ampla experiência”, explica ele.

Currículo ou Curriculum?

Para finalizar este artigo, é bom esclarecer uma dúvida comum a muita gente: Currículoou Curriculum, qual nome é o correto? As duas palavras existem e estão corretas. A palavra curriculum é uma palavra em latim utilizada na expressão curriculum vitae e significa principalmente um documento onde constam os dados pessoais, acadêmicos e profissionais de um candidato a uma vaga de emprego. A palavra currículo, com acento agudo na segunda sílaba e vogal final o, é a forma aportuguesada da palavra em latim curriculum.

Com informações da Exame 

Publicidade

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!