Home Notícias Mundo Terceiro padre é morto no sul do México, durante uma série de sequestros e ataques contra clérigos católicos romanos

Terceiro padre é morto no sul do México, durante uma série de sequestros e ataques contra clérigos católicos romanos

Terceiro padre é morto no sul do México, durante uma série de sequestros e ataques contra clérigos católicos romanos
Padre Gregorio Lopez Gorostieta (foto) foi encontrado morto com um tiro na cabeça. Foto: Reprodução/Daily Mail
0

Um padre foi encontrado morto com um ferimento de bala na cabeça no estado de Guerrero, sul do México, a diocese confirmou o fato nesta sexta-feira (26). As informações são do Daily Mail.

A morte do padre Gregorio Lopez Gorostieta marca o mais recente de uma série de sequestros, ataques e roubos de estrada contra clérigos católicos romanos no estado, que é dominado por cartéis de drogas. Ele foi o terceiro sacerdote católico morto na região este ano. O motivo de assassinato de Lopez Gorostieta permanece incerto; O bispo Maximino Martinez disse que um grupo foi visto rondando o seminário onde o padre estava, nos arredores de Ciudad Altamirano, Guerrero, no domingo e na segunda-feira. Lopez Gorostieta aparentemente foi sequestrado pela gangue na segunda-feira (22); seu carro foi encontrado abandonado dois dias depois.

“Este foi outro padre somado aos que morreram para o amor de Cristo”, disse o bispo Martinez. “Chega de tanta dor, de tantos assassinatos. Chega de tanto crime” completo Martinez.  Essa foi uma aparente referência aos “pagamentos de proteção” que a gangue de drogas local, os Cavaleiros Templários, cobra dos proprietários de negócios em Ciudad Altamirano.

Em setembro, o corpo do padre Ascension Acuna Osorio foi encontrado boiando no rio Balsas perto de sua paróquia em San Miguel Totolapan, perto de Ciudad Altamirano. Procuradores do estado de Guerrero disseram que o corpo do sacerdote teve ferimentos na cabeça, mas não ficou claro se eles foram causados ​​pelo corpo sendo arrastado pela corrente, ou se ele tinha sido morto antes de ser despejado no rio. Martinez disse que as autoridades nunca ofereceram mais informações sobre a investigação de sua morte.

A área é tão perigosa que Martinez disse um padre havia sido brevemente sequestrado nas montanhas acima de San Miguel Totolapan por pistoleiros do cartel por que o sacerdote supostamente vinha falando em favor de ‘La Familia’ – o nome de um cartel de drogas rival. O padre teve de explicar rapidamente que ele estava pregando em favor dos valores da família, e não o cartel rival. As autoridades também não esclareceram o assassinato de um padre ugandês cujo corpo foi encontrado em uma cova clandestina em uma diocese nas proximidades de Guerrero, em novembro.

O padre João Ssenyondo, 55 anos, havia sido sequestrado cerca de seis meses antes. Seu corpo foi mais tarde identificado como um dos 13 encontrados em um túmulo clandestino descoberto no dia 02 de novembro, na cidade de Ocotitlan. Ssenyondo, um membro da ordem comboniano, foi sequestrado no dia 30 de abril, na cidade de Santa Cruz depois de celebrar a missa, quando um grupo de pessoas em um SUV interceptaram o carro dele. O Multimedia Center Católica, um grupo da igreja, relata que oito sacerdotes foram mortos nos últimos dois anos no México – agora nove incluindo a morte de Lopez Gorostieta – e que outros dois padres continuam desaparecidos.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!