Home Notícias Saúde Terapia do Espelho ajuda na recuperação de pacientes com AVC

Terapia do Espelho ajuda na recuperação de pacientes com AVC

Terapia do Espelho ajuda na recuperação de pacientes com AVC
Serviço é oferecido pela Clínica-escola de Fisioterapia da Estácio Ponta Negra, que está com inscrições abertas. Atendimento começa em fevereiro (Foto: Divulgação)
0

Segundo a Organização Mundial de Saúde, no Brasil são mais de 100 mil mortes por ano em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral – AVC. Quando a doença não leva a óbito, as sequelas são inevitáveis, como braços e mãos enfraquecidos. Com o objetivo de recuperar os movimentos comprometidos, a Clínica-escola de Fisioterapia da Estácio Ponta Negra deu início a um projeto que pratica a chamada Terapia do Espelho na reabilitação de pacientes com AVC.

A técnica consiste na utilização de uma caixa com espelhos posicionada no centro de uma mesa, na frente do paciente. Ele coloca o braço comprometido atrás do espelho e o membro não comprometido em frente ao espelho. O terapeuta solicita ao paciente que realize alguns movimentos nos dois braços ao mesmo tempo; em seguida, que empilhe algumas peças plásticas de encaixe e faça movimentos de segurar o copo como se fosse beber água. E assim, sucessivamente.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

De acordo com a supervisora do projeto, a professora Luciana Protásio, a técnica se destaca pelos vários benefícios identificados, como aplicação rápida e simples, baixo custo e pelas grandes chances de ativar vias neurais que foram danificadas com o AVC. No momento, a Clínica Escola está com as inscrições abertas para o tratamento. Os atendimentos voltam a ser oferecidos à população após o dia 20 de fevereiro.

“O paciente pode procurar a Clínica-escola de Fisioterapia da Estácio, informar seu interesse no projeto de Terapia do Espelho e, em seguida, informar alguns dados. Os alunos do projeto, que passaram por um treinamento especial para avaliação dos pacientes e aplicação da técnica, entrarão em contato com o paciente ou responsável para marcar uma avaliação”, orienta a professora.

Para participar, o portador precisa estar dentro do critério de avaliação, como ser um paciente crônico há pelo menos seis meses, ter entre 40 e 65 anos de idade, não apresentar déficit cognitivo, nem problemas de fala. O processo de inscrição para o tratamento pode ser feito pelo telefone 3642.7500 ou na própria clínica, localizada na Rua Professora Dirce Coutinho, 1713, Capim Macio.

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!