Home Notícias Ciência Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein completa 100 anos

Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein completa 100 anos

Publicidade

Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein completa 100 anos
0
Publicidade

(ANSA) – Há um século, em novembro de 1915, Albert Einstein apresentava à Academia Prussiana de Ciências a equação mais célebre do mundo, a da Teoria da Relatividade Geral, que revolucionou a imagem do universo e que em pouquíssimos anos transformou o alemão em um “popstar” da física.

Em 1905, Einstein publicou sua primeira teoria, a da Relatividade, que estabelecia que tempo e espaço não são absolutos como afirmava Newton, mas variam de acordo com o referencial. Já em 1915, o físico apresentou uma nova teoria com o mesmo nome, Teoria da Relatividade Geral, que se baseou em seu trabalho precedente para afirmar que a gravidade distorce o espaço-tempo. Graças à Teoria da Relatividade Geral, “Einstein se tornou um ícone, porque mudou completamente a visão do universo deixada por Newton”, disse o físico Antonio Masiero, vice-presidente do Instituto Nacional de Física Nuclear (Infn).

Para Newton, o universo era um grande palco no qual o espaço e tempo eram dois elementos imutáveis. “Einstein mudou completamente essa visão, dizendo que o espaço e tempo são criados e ‘deformados’ pela própria matéria”, comentou Masiero. Com a linguagem da matemática, Einstein descreveu a gravidade como a curvatura do espaço-tempo, ou seja, o modo no qual a matéria “deforma” o espaço-tempo e esse último, à sua volta, determina o modo no qual a matéria pode mover-se em seu interior.

A popularidade para Einstein veio pouco tempo após a apresentação de sua equação ao mundo acadêmico e, nos anos seguintes, a tese já havia rodado o mundo. Sua fama alcançou a Itália em 1921, com a primeira tradução da Teoria da Relatividade editada por Raffaele Contu. O que fez Einstein tão popular foi o experimento que, em 1919, aproveitou o surgimento de um eclipse solar para demonstrar que, quando um raio de luz passa vizinho a um corpo celeste muito grande, como o Sol, é desviado, em linha com as previsões da teoria de Einstein.

Atualmente, a relatividade foi confirmada por muitos outros testes, mas restam algumas questões abertas. Por exemplo, se está trabalhando para demonstrar a existência de ondas gravitacionais, ou seja, as oscilações do espaço-tempo geradas por fenômenos cósmicos muito violentos. O objetivo é capturar esses “rangidos do espaço-tempo” da Terra, com as antenas do projeto italiano Virgo e do americano Ligo, e no espaço com a missão da Agência Espacial Europeia (ESA) Lisa-Pathfinder, realizada com contribuição da Agência Espacial Italiana (ASI) e cujo lançamento está programado para 2 de dezembro de 2015.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!