Home Notícias Brasil RN Setembro Verde chama atenção para doação de órgãos

Setembro Verde chama atenção para doação de órgãos

Publicidade

Setembro Verde chama atenção para doação de órgãos
Ponte Newton Navarro (Foto: Blog do BG)
0
Publicidade

Desde o início do mês de setembro, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) realiza a campanha estadual Setembro Verde, em alusão ao Dia Nacional de Doação de Órgãos (27/09).

Diversas ações como palestras e jornadas de sensibilização estão sendo realizadas junto à população e profissionais de saúde sobre a importância da doação de órgãos. Além disso, em parceria com a Prefeitura de Natal, alguns monumentos públicos estão iluminados de verde, cor escolhida nacionalmente para representar a doação de órgãos, como a sede da Prefeitura, o Pórtico dos Reis Magos e a Ponte Newton Navarro. Também por meio dessa parceria, as unidades de saúde do município estão realizando atividades, através de profissionais já treinados pela Central de Transplantes, para assistência ao paciente no pré e pós-transplante.

Segundo a coordenadora da Central de Transplantes do RN, Patrícia Maciel, “essa mobilização em torno da doação de órgãos é fundamental para o sucesso desse trabalho, tendo em vista que em nossa legislação a doação de órgãos para transplante só pode acontecer mediante autorização familiar. Assim, provocar a conversa sobre esse tema em família é uma forma de incentivar que as pessoas comuniquem sua vontade de modo que os familiares tenham mais segurança e clareza no momento de decidir sobre a possível doação de órgãos de um ente querido”.

Para encerrar as atividades do “Setembro Verde”, a Central de Transplantes realiza no sábado (26) a III Caminhada pela Vida, que tem concentração a partir das 7h no IFRN da Av. Senador Salgado Filho e saída às 8h, seguindo até o Parque das Dunas, onde haverá um evento cultural com a participação de transplantados e familiares de doadores.

setembro verde 2

Números

No Rio Grande do Norte hoje, 39 pessoas esperam por um transplante de córneas e 129 por um transplante renal. O Estado registrou no primeiro semestre deste ano 11,1 doadores efetivos por milhão de população (pmp), pouco abaixo da média nacional que está em 13,4 doadores pmp. A taxa de recusa familiar que era de 57% em 2014 caiu para 49%. De acordo com Patrícia Maciel, “uma queda importante, mas que ainda necessita de muito trabalho no sentido de redução cada vez maior para possamos aumentar o número de doações e consequentemente o de transplantes”.

O transplante renal vem obtendo desempenho cada vez mais expressivo. Em 2012 apenas 50% dos rins captados no Estado eram transplantados no RN, esse número vem crescendo gradativamente e no segundo trimestre de 2015, 100% dos rins captados no RN foram transplantados em potiguares.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!