Sejuc determina suspensão das visitas e deixa presos sem colchões no PEP

Os internos do pavilhão 2 do Presídio Estadual de Parnamirim (PEP) que participaram do início de rebelião na noite desta quarta-feira (03), estão sofrendo uma punição. A primeira medida é suspender as visitas por tempo indeterminado.

Segundo a Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejuc), a suspensão está valendo para os detentos que queimaram colchões e tentaram destruir a torre de bloqueio de sinal para celular. De início, a medida vale para o fim de semana – período que os detentos do pavilhão 2 receberiam visita dos parentes.

E o castigo continua! Além da suspensão das visitas, os detentos também ficarão sem a reposição imediata dos colchões que foram queimados durante a rebelião. A medida é tomada como “troco” e não há data para que os itens sejam disponibilizados novamente aos detentos.

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!