Home Agenda Cultural Salão Dorian Gray de Arte Potiguar reúne 100 artistas e cerca de 300 obras

Salão Dorian Gray de Arte Potiguar reúne 100 artistas e cerca de 300 obras

Publicidade

Salão Dorian Gray de Arte Potiguar reúne 100 artistas e cerca de 300 obras
Imagem: Nelson Oliveira
0
Publicidade

As mais diversas linguagens visuais, garimpadas através de edital, realizado pela Sociedade Amigos da Pinacoteca, estarão reunidas no Salão Dorian Gray de Arte Potiguar que será aberto na próxima sexta-feira, 6 de maio, na Pinacoteca do Estado, a partir das 19h, e estará aberto à visitação até dia 2 de julho, de terça a sábado, horário comercial. Sete categorias de produção artística poderiam ser inscritas: pintura, escultura, fotografia, gravura, performance, arte digital e arte em movimento. Cem artistas foram selecionados, num total de cerca de 300 obras que estarão à disposição do público. Na ocasião serão lançados dois livros: “Dom Marcolino Dantas, por ele mesmo”, do padre José Mário e “A Estrela Conta, Memórias de Glorinha Oliveira”, de Nelson Patriota.

“A procura foi surpreendente e as obras são muito boas. O Salão não tem caráter meritório, ele será um canal aberto com público para comercialização das obras, com a venda sendo feita diretamente entre o autor e o interessado. O artista potiguar merece esse espaço e essa valorização do seu trabalho”, disse afirma Isaura Rosado, uma das idealizadoras da SAP.

No Salão Dorian Gray a máxima quantidade não é qualidade cai por terra e dá lugar a outra afirmação: diversidade é qualidade. A mistura de estilos, técnicas e visões artísticas confere à mostra um caráter ímpar, colocando no mesmo espaço traços inconfundíveis como o do artista Vicente Vitoriano e Diógenes Dantas, que não é o presidente da Academia Norte-Riograndense de Letras, e sim um jovem desenhista, nascido em Carnaúba dos Dantas, cujos desenhos, mais parecem fotografias, tamanha a fidelidade com o real.

“Recebemos muito material do interior do Estado. Isso prova que a arte está além fronteiras das grandes cidades e que é realmente uma linguagem universal”, disse o presidente da Sociedade Amigos da Pinacoteca, Iaperi Araújo, um dos responsáveis pela seleção do trabalho. Para a filha de Dorian Gray, o homenageado dessa mostra, Dione Caldas, o Salão leva o nome do pai e glorifica não só sua arte já imortalizada, como também estimula e valoriza o que vem sendo produzido por nomes já conhecidos e até então desconhecidos.

Serviço

Salão Dorian Gray de Arte Potiguar

Abertura: sexta-feira, 6 de maio

Hora: 19h

Local: Pinacoteca do Estado

Visitaçã: até 2 de julho de terça a sábado, horário comercial

Publicidade

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!