Home Notícias Política Rodrigo Maia e Rogério Rosso disputam 2º turno para presidência da Câmara

Rodrigo Maia e Rogério Rosso disputam 2º turno para presidência da Câmara

Publicidade

Rodrigo Maia e Rogério Rosso disputam 2º turno para presidência da Câmara
Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados
0
Publicidade

O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), com 120 votos, e o deputado Rogério Rosso (PSD-DF), com 106 votos, disputarão o segundo turno da eleição para presidente da Câmara dos Deputados, em vaga aberta com a renúncia do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência.

No segundo turno, será eleito o candidato que obtiver maioria simples. A nova votação ocorrerá ainda nesta quarta-feira (13) a partir das 22h50, uma hora depois do encerramento da primeira votação.

Confira os votos dos demais candidatos:

Marcelo Castro (PMDB-PI): 70
Giacobo (PR-PR): 59
Esperidião Amin (PP-SC): 36
Luiza Erundina (Psol-SP): 22
Fábio Ramalho (PMDB-MG): 18
Orlando Silva (PCdoB-SP): 16
Cristiane Brasil (PTB-RJ): 13
Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO): 13
Carlos Manato (SD-ES): 10
Miro Teixeira (Rede-RJ): 6
Evair Vieira de Melo (PV-ES): 5

Não houve votos em branco.

Experiência

No discurso em Plenário, o deputado Rodrigo Maia destacou sua biografia e se disse pronto para assumir o comando da Casa. “Ofereço a dimensão da experiência que acumulei em quase 20 anos aqui dentro e a correção pela qual pautei minha vida pública”, disse Maia.

Citando a crise econômica que atinge o País e a crise política por que passa o Parlamento, o deputado afirmou que as repúblicas nunca se consolidam sem a força dos parlamentos.

“Quando a Câmara é atacada ou mal defendida, é cada um dos nossos mandatos que atacam”, disse Maia. “Sei que estou pronto para navegar nessa tormenta, que passará. A Câmara, o Congresso e o Brasil são maiores que qualquer crise”, finalizou.

Maia ainda citou o exemplo de ex-presidentes da Câmara, como Ulysses Guimarães, Ibsen Pinheiro, Aécio Neves e Luís Eduardo Magalhães para reforçar como pretende pautar seu mandato, caso seja eleito. “É preciso resgatar os bons modos de fazer política. Palavra empenhada é palavra cumprida”, declarou.

“O papel do presidente é buscar consenso, mas quando isso não é possível cabe ao presidente usar a chave da democracia”, disse Maia, citando o ex-presidente da Casa, Luis Eduardo Magalhães.

Estabilidade do governo

Já o deputado Rogério Rosso afirmou que, caso eleito presidente da Câmara, sua plataforma de trabalho será cumprir a Constituição; respeitar as instituições; honrar a atividade parlamentar; e integrar as frentes parlamentares.

Segundo Rosso, qualquer um que seja eleito presidente precisa garantir a governabilidade e a estabilidade do governo do presidente da República interino, Michel Temer. “Fico pensativo quando se fala em golpe. Cumprir a Constituição não é golpe e é isso que temos de fazer.” O deputado afirmou que quem for eleito tem obrigação constitucional de colocar em votação as matérias de interesse do País.

A eleição para um mandato de apenas seis meses reflete, na opinião de Rosso, um momento atípico do Parlamento. “Não será [momento] de inventar a roda, mas de trabalhar com estabilidade e previsibilidade para voltar à normalidade dos trabalhos. A votação precisa ter um significado de confiança, de renovação da Câmara”, disse Rosso.

O deputado disse que tanto ele quanto o PSD respeitarão a decisão do Plenário. “O que mais queremos é que o Brasil volte a gerar empregos”, afirmou.

Reunião com o PT

Logo após resultado da votação, o deputado Rodrigo Maia se reuniu com a liderança do PT. Também participaram da reunião no PT, o líder do PHS, Givaldo Carimbão (AL), e o candidato pelo PSD, deputado Rogério Rosso (DF)

Ao sair da liderança do PT, Rodrigo Maia afirmou que está buscando “um arco de alianças possível”. Antes, ele tinha passado pelo gabinete do ex-presidente da Câmara Marco Maia (PT-RS) e também recebeu deputados do PMDB, do SD e do PR na liderança do DEM.

Bancada do PMDB liberada

O líder do PMDB, deputado Baleia Rossi (SP), afirmou que a bancada do seu partido está liberada para votar como quiser no segundo turno da eleição para a Presidência da Câmara dos Deputados, que ocorrerá nesta noite.

Os candidatos são os deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Rogério Rosso (PSD-DF). No primeiro turno, o candidato do PMDB foi o deputado Marcelo Castro (PI), que ficou em terceiro lugar na disputa.

 Com informações da Agência Câmara Notícias

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!