Home Notícias Ciência Robôs subaquáticos podem ser utilizados para farejar drogas e armas contrabandeadas

Robôs subaquáticos podem ser utilizados para farejar drogas e armas contrabandeadas

Robôs subaquáticos podem ser utilizados para farejar drogas e armas contrabandeadas
Crédito da foto: Sampriti Bhattacharyya / MIT
0

Um novo robô submarino poderia ser usado para farejar contrabando – incluindo armas e drogas – escondidos a bordo de navios

Segundo artigo publicado no LiveScience, pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), desenvolveram um robô em forma oval pode ser pequeno (é um pouco menor que uma bola de futebol), mas ele apresenta algumas grandes habilidades de parar o crime. Um dos lados do bot é plano, o que permite que ele deslize ao longo do fundo de um navio para realizar ecografias do casco do navio.

Esta capacidade de ultra-som não só permite que o robô monitore o que está dentro de um navio, mas também lhe permite detectar falsos cascos e linhas de transmissão, que são comumente usados ​​por contrabandistas para esconder o contrabando, de acordo com os pesquisadores. E o melhor de tudo, o sistema de propulsão do bot é projetado especialmente para minimizar o rastro visível, fazendo com que o bot seja uma boa opção para trabalhos que exijam discrição, como patrulhamento debaixo d’água.

Crédito da foto: Sampriti Bhattacharyya / MIT
Crédito da foto: Sampriti Bhattacharyya / MIT

“É muito caro para a segurança portuária usar robôs tradicionais para cada pequeno barco chegando à porta,” Sampriti Bhattacharyya, co-criador do robô e um estudante de graduação em mecânica engenharia no MIT, disse em um comunicado. Mas o robô do MIT é relativamente barato, pois utiliza impressão 3D para fazer os principais componentes estruturais para cada robô, afirmou Bhattacharyya.

A parte do bot que abriga o painel de ultra-sons, assim como de outros componentes eletrônicos, é à prova de água. Esta metade do bot contém uma bateria de íons de lítio que pode manter sua carga por cerca de 40 minutos, disseram os pesquisadores. Tornando o sistema de propulsão mais eficiente, os pesquisadores acreditam que podem aumentar a quantidade de tempo que o robô pode passar debaixo de água para 100 minutos.
O sistema de propulsão é abrigado por outro, onde o lado permeável do bot facilita a ‘natação’. Esta metade do robô é constituída por seis bombas, cada uma das quais expele a água através de tubos de borracha.

“O novo bot é de particular interesse para os militares, que gostariam de usá-lo para uma série de operações submarinas, incluindo a detecção de armas contrabandeadas ou drogas, ou encontrar fraturas por estresse nos cascos de navios e outras embarcações”, disse Nathan Betcher, oficial da Força Aérea dos EUA. Segundo Betcher, o robô também pode ser usado para acelerar o processamento e encaminhamento de tráfego marítimo regular.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!