Home Notícias Brasil RN RN ultrapassa 3GW de potência eólica instalada

RN ultrapassa 3GW de potência eólica instalada

Publicidade

RN ultrapassa 3GW de potência eólica instalada
Foto: Divulgação
0
Publicidade

Os bons ventos continuam soprando a favor do Rio Grande do Norte. Com a entrada em operação do Parque Eólico Vila Pará II, no dia 15 de setembro, no município de Serra do Mel, o estado passou a contar com 111 usinas em operação produzindo 3.010,26 MW.

Nos últimos três meses o Rio Grande do Norte recebeu novos investimentos das empresas Gestamp Eólica do Brasil, da CPFL Renováveis e da Voltália Energia do Brasil, nos seguintes municípios:

Julho

Parque Macambira I – Santana do Matos – Gestamp Eólica do Brasil

Parque Macambira II – Lagoa Nova – Gestamp Eólica do Brasil

Agosto

Parque Ventos de São Benedito – São Miguel do Gostoso – CPFL Renováveis

Parque Vila Amazonas – Serra do Mel – Voltália Energia do Brasil

Parque São Domingos – São Miguel do Gostoso – CPFL Renováveis

Setembro

Parque Vila Pará I – Serra do Mel – Voltália Energia do Brasil

Parque Vila Pará II – Serra do Mel – Voltália Energia do Brasil

O primeiro semestre deste ano também foi de destaque para o setor, com 20 novos parques eólicos em Operação no Rio Grande do Norte. Os dados são da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL.

Além dos Parques Eólicos em Operação, a situação dos Parques em Construção e dos Parques Contratados no Rio Grande do Norte é a seguinte:

– Em construção – 26 parques (670,60 MW)

– Contratados – 43 parques (1.068,40 MW)

“Investir no setor eólico representa, cada vez mais, boas perspectivas para quem busca oportunidades de crescimento econômico. Poucas áreas têm as condições tão favoráveis como o Rio Grande do Norte para a geração de energia eólica”, afirmou o secretário do Desenvolvimento Econômico, Flávio Azevedo.

Segundo dados do Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (CERNE), dos 3.010,26 MW de potência instalada no RN, cerca de 56% estão concentrados no Mato Grande.

Para o Diretor Setorial de Engenharia e Infraestrutura Elétrica do CERNE, Milton Pinto, os números destacam a relevância da região como pólo da indústria dos ventos no Brasil. “A potência eólica total dos municípios inseridos no Mato Grande supera o de estados brasileiros inteiros como o Rio Grande do Sul e Ceará, situados na terceira e quarta posição no ranking nacional, respectivamente”, afirma.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!