Rio Grande do Norte recebe prêmio da ONU por ações de recuperação ambiental

O Governo do Rio Grande do Norte, através da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH), conquistou um prêmio no Programa Dryland Champions 2015, promovido pela Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação (United Nations Convention to Combat Desertification – UNCCD). O Programa de Desenvolvimento Sustentável e Convivência com o Semiárido Potiguar (PSP) conquistou o prêmio pelo Projeto Piloto de Recuperação da Microbacia Hidrográfica do Rio Cobra.

A cerimônia de entrega dos certificados aconteceu, ontem (17), em caicó, durante o evento de comemoração do Dia Mundial de Combate à Desertificação promovido pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), no Centro Pastoral Dom Wagner. O Secretário Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Mairton França, e o engenheiro agrônomo do PSP, Adauto Teixeira, responsável por coordenar as atividades do projeto, receberam a premiação das mãos de Carlos Guedes, assessor especial da ministra Izabella Teixeira.

Só combatemos a desertificação aprendendo a conviver com o semiárido porque a seca não se combate, ela é um fenômeno cíclico. “Vamos continuar investindo em programas e projetos que visem às práticas de combate à desertificação e de convivência com a estiagem, esse prêmio é um estímulo a mais” frisou Mairton França.

Adauto Teixeira ressaltou que o projeto já foi concluído, no tocante à parte do financiamento pelo Banco Mundial, mas as atividades de assistência técnica e monitoramento ainda estão sendo realizadas pela Semarh.

O Projeto de Recuperação da Microbacia Hidrográfica do Rio Cobra teve como objetivo promover o desenvolvimento rural sustentável, através de práticas hidroambientais e de conservação dos solos, através da implantação de barragens subterrâneas e renques assoreadores, para desaceleração dos processos erosivos e estímulo à recuperação de áreas degradadas, assim como, a disponibilidade hídrica e sua respectiva gestão nos períodos de estiagem.

A microbacia do Rio da Cobra pertence à região semiárida do Seridó, Área Susceptível à Desertificação (ASR). O projeto beneficiou centenas de agricultores que têm suas atividades agropecuárias desenvolvidas na calha do rio e seus afluentes, nas comunidades Cachoeira, Joazeiro, Santo Antônio da Cobra, Boa Vista no município de Parelhas e Lajedo em Carnaúba dos Dantas. De acordo com Francisco Campelo, Coordenador do Programa Nacional de Combate à Desertificação, do Ministério do meio Ambiente, esta terceira edição do Dryland Champions premiou 31 projetos do Semiárido nordestino e do Norte de Minas Gerais na área de combate à desertificação e preservação ambiental.

PROGRAMA SEMIÁRIDO POTIGUAR

Desenvolvido por meio de um empréstimo do Banco Mundial para o Governo do Estado do Rio Grande do Norte, através da SEMARH, o PSP desenvolveu diversas ações no âmbito de gestão das águas, com destaque para a ampliação de sistemas adutores, realização de estudos hidrogeológicos de aquíferos subterrâneos, recuperação de açudes, projetos pilotos com o uso de práticas ambientais, apoio à implantação e gestão de comitês de bacia, atividades de educação ambiental e implantação de novos sistemas de abastecimento de água em pequenas comunidades rurais.

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!