Professor denuncia fraude em concurso de provas e títulos na UFRN

Uma denúncia chamou atenção hoje no Facebook. O professor efetivo do departamento de Ciências Sociais, Bosco Araújo, usou sua conta para lançar muitas dúvidas sobre a seleção para docente de Ciência Política da UFRN. Segundo a publicação do professor, o concurso estava cheio de vícios e a banca atuaria para aprovar uma “criatura de nome Pablo”. “Eduardo Cunha é um “menino besta” diante dessa turma”, referindo-se à banca.

joao bosco joão bosco

A “criatura” em questão seria o candidato Pablo Thiago Correia de Moura que, tendo obtido nota sete, estaria desclassificado da fase posterior. Segundo o edital nº 003/2015, o concurso para professor efetivo contempla três fases: escrita, didática e de títulos.

aluno_UFRN

Após a denúncia, o Procurador da República Fernando Rocha, através do núcleo de combate a corrupção do Ministério Público Federal, emitiu documento, informando que o órgão investigará as denúncias de manipulação no concurso de ciência política do departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!