Home Notícias Brasil Processo de beatificação de padre surfista é autorizado pelo Vaticano

Processo de beatificação de padre surfista é autorizado pelo Vaticano

Processo de beatificação de padre surfista é autorizado pelo Vaticano
Foto: Arquidiocese do Rio
0

O Brasil poderá incluir mais um santo em sua historia, um “Nihil Obistat” (nada consta), foi iniciado para começar um processo de beatificação do médico, seminarista e surfista carioca Guido Fidal França.

Conforme foi divulgado no site oficial da Arquidiocese do Rio, a instituição deve instalar um tribunal, que foi solicitado no mês de maio do ano atual, cinco anos após o óbito do padre. Guido morreu em 2009 e já estava próximo de se tornar padre, isto era o que ele mais queria. Durante o seu enterro, Dom Orami colocou uma estola em seu caixão.

Enquanto o jovem surfava na praia do Recreio, ele sofreu uma contusão na nuca que ocasionou um desmaio, fazendo ele deixar esse mundo com 34 anos, em plena comemoração de despedida de solteiro de um amigo.

Dom Roberto, delegado e Episcopal para a causa dos santos da Arquidiocese do Rio, esclarece que ele é chamado de “São Francisco de Assis carioca”, por se envolver nas causas sociais, também o modo solidário com o próximo, não somente curando o corpo, como também a alma, através do evangelho.

Guido atuava como médico no corpo clinico da Santa Casa de Misericórdia do Rio, ele fazia o atendimento dos moradores de rua. O primeiro processo de beatificação ocorrerá até janeiro de 2015, levando em consideração que demora de seis a oito meses para ser validado. No Brasil o primeiro santo a ser canonizado foi Frei Galvão, nascido no Brasil, sua canonização foi em maio de 2007.

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!