Home Notícias Brasil RJ Presidente da Embratur diz que Zika não afetará Jogos Olímpicos

Presidente da Embratur diz que Zika não afetará Jogos Olímpicos

Publicidade

Presidente da Embratur diz que Zika não afetará Jogos Olímpicos
Foto: Divulgação/EBC
0
Publicidade

Em entrevista ao site português Expresso, o presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Vinícius Lummertz, afirmou que 2016 será o ano de consolidação do ciclo de grandes eventos para o Brasil, em um processo que começou em 2007 com os Jogos Panamericanos e depois envolveu a Rio+20, a visita do Papa e a Copa do Mundo.

Lummertz afirmou estar otimista quanto ao desempenho do setor no Brasil. Segundo ele, os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 têm tudo para ser um sucesso e o País deve tornar-se a longo prazo uma potência do turismo. “Para os Jogos Olímpicos esperamos entre 300 mil a 500 mil turistas estrangeiros. Será, sem dúvida, um evento muito rentável para a nossa economia”, afirmou.

Segundo o presidente da Embratur, a desvalorização do real é atrativa para os turistas estrangeiros. A perspectiva dele é que os Jogos Olímpicos promovam também o turismo interno, à semelhança do que foi registrado n a Copa de 2014, realizada em 12 cidades-sede e que se estendeu por 491 municípios brasileiros visitados por turistas.

Conforme destacou o Expresso, Vinícius Lummertz acredita que o zika vírus apresenta baixo impacto no turismo, sendo que a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Mundial do Turismo (OMT) não recomendam restrições de viagem, com exceção das grávidas.

“Não temos tido cancelamentos de viagens ou reservas, muitos pacotes já foram comprados. O zika não terá impacto nos Jogos Olímpicos. No Carnaval também não sentimos reflexo”.

Além do maior evento esportivo do mundo, que irá reforçar a imagem do Brasil como destino turístico, o presidente da Embratur defende que há muito potencial a ser explorado no setor, apontando para os segmentos das orlas marítimas, parques naturais e cidades históricas: “Terminado este ciclo, o País irá transformar-se numa referência no turismo nos próximos 30, 40 ou 50 anos”.

Publicidade

Romário Nicácio Administrador de Redes. Redator e co-fundador do Portal N10. Redator de sites desde 2009.
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!