Por que as pessoas trocam presentes no dia de Natal?

O Natal é uma festa mundialmente conhecida, quando os cristãos comemoram o nascimento de Jesus Cristo. É comum que nesta data as pessoas troquem presentes, para lembrar que os três reis magos – Belchior, Baltazar e Gaspar – ofereceram ouro, mirra e incenso para o menino Jesus após o seu nascimento.

O ouro simbolizava as riquezas da realeza e a proteção de Deus; a mirra em óleo foi ofertada para fazer a limpeza do corpo de Jesus e protegê-lo de doenças; o incenso foi levado para dar proteção através da crença, da fé e da oração.

Não se sabe ao certo quando surgiu a tradição natalina, mas foi o Papa Libério que a oficializou, em 354 d.C. Além de a história relatar sobre os três reis magos, existe a história de um bispo que levava presentes para crianças de famílias carentes, e também jogava saquinhos de moedas pelas chaminés de suas casas. Este bispo era são Nicolau – que por ve, que viveu no século IV, sendo homenageado com um dia especial, o dia de São Nicolau.

Ninguém tinha o hábito de trocar presentes até o final de 1800. A história do Papai Noel, combinada com o incrível fenômeno de vendas que têm crescido desde a virada do século XX, fez do ato de dar presentes um costume no Natal.

Veja tambémConhecido por sua caridade São Nicolau influenciou a criação do Papai Noel

Com o passar dos anos, a tradição de se presentear foi se difundindo pelo mundo, mas hoje em dia é muito maior, em razão do consumismo que a vida moderna oferece. São vitrines cheias de atrativos, coloridas, com artigos que variam desde os mais simples até os mais sofisticados, a fim de agradar qualquer consumidor.

Além disso, os shoppings montam estruturas decorativas para atrair a criançada, que querem ver e falar com o papai Noel. Em virtude dos costumes dos presentes, surgiram algumas brincadeiras para animar a festa de natal, como os amigos secretos. Na brincadeira, coloca-se os nomes dos participantes em papeizinhos que são sorteados, e cada pessoa deve presentear o amigo que tirou.

Mas é importante lembrar que os presentes agradam a todos, mas não são os melhores elementos da festa de natal. O verdadeiro espírito natalino fica presente através das boas atitudes entre os homens, que precisam ser mais compreensivos, respeitosos e amáveis com os outros.

Podemos manifestar nossos bons sentimentos arrecadando brinquedos para serem doados em instituições que abrigam menores, ofertando agasalhos e alimentos para mendigos das ruas das cidades, respondendo cartinhas de crianças carentes que ficam nos correios, enfim, tendo compaixão por aqueles que precisam. O importante é que a data traga renovação, alegria e paz para todos.

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!