Home Notícias Economia Negócios Pedidos em restaurantes de Natal crescem 300% com inserção de tecnologia para delivery

Pedidos em restaurantes de Natal crescem 300% com inserção de tecnologia para delivery

Publicidade

Pedidos em restaurantes de Natal crescem 300% com inserção de tecnologia para delivery
0
Publicidade

Segundo levantamento feito pelo iFood, os estabelecimentos da capital potiguar que utilizaram a plataforma de delivery de comida no último ano cresceram juntos, o equivalente a 300% em número de pedidos em relação a 2014. O estudo foi elaborado de janeiro a dezembro de 2015, a partir de 40 mil pedidos computados e 80 restaurantes cadastrados.

A pesquisa ainda mostra que quando analisado somente o crescimento de pedidos durante o ano 2015, o aumento foi de 549%. “Apesar do cenário econômico desfavorável para muitas empresas no ano passado, o delivery de comida não para de crescer. Prova disso são os números positivos de nossa pesquisa”, comenta Bruno Rossi, Gerente Regional do iFood na Região Nordeste.

Um dos exemplos de crescimento é o Wayne’S Burger Star, restaurante especializado em hambúrgueres, que com a inserção da tecnologia ampliou suas vendas e amplificou o potencial de conquista de novos clientes. “Vimos uma excelente oportunidade de crescimento, visto que é como estar em um gigante Shopping Center virtual, onde os consumidores estão vendo sua marca e aquilo que seus clientes falam sobre você. Depois da inserção, tivemos um crescimento muito significativo em todo nosso volume e faturamento” detalha Jozimar Alves, proprietário do estabelecimento.

Comportamento do consumidor

Os dados da pesquisa do iFood também apontam que os consumidores de Natal gastam, em média, R$ 44,60 com delivery de comida. Os lanches e as pizzas são os preferidos pelos natalenses, representando 55% dos pedidos e ticket médio de R$ 35 e R$ 53, respectivamente. Na sequencia estão à comida saudável e a culinária chinesa, com 9% de participação cada e valor médio gasto de R$ 38 e R$49, respectivamente. Por fim, temos a comida japonesa com 7% e R$ 64.

Já em relação aos bairros com maior ticket médio da cidade, a região de Ponte Negra é a líder com R$ 48, seguida de Capim Macio (R$ 46) e Tirol (R$45). Depois estão Lagoa Nova e Candelária com valor médio de R$ 44.

Nas regiões de Lagoa Nova e Capim Macio foram registrados os maiores números de pedidos, 5.200 mil solicitações cada, representando 13%. Seguido estão Ponta Negra e Candelaria (10% e 4.000), por fim, está Tirol com 9% e 3.600 transações.

Além do ticket médio, a pesquisa também apurou a taxa de entrega média da cidade, que ficou em R$ 6,30. “O valor comprova a comodidade do serviço, um pedido por delivery acaba saindo mais barato do que todos os custos que o consumidor teria se deslocasse até um restaurante”, defende Bruno.

Publicidade

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!