Pedido para goleiro Bruno voltar a treinar é negado, em Minas Gerais

Bruno Fernandes, conhecido como o goleiro Bruno, realizou um pedido na justiça para voltar a treinar, porém o podido foi indeferido. A determinação foi do Juiz Famblo Santos Costa, da cidade de Francisco Sá, em Minas Gerais, e foi divulgada pelo tribunal de Justiça do estado no começo desta semana.

A defesa do réu fez um pedido para que ele voltasse aos gramados mesmo estando recluso. Foi esclarecido pelo Magistrado que a prisão onde Bruno está, abriga detentos de altíssima periculosidade, o que supostamente requer mais atenção dos guardas, e que também poderia violar um dos protocolos de segurança do estabelecimento.

O goleiro foi recluso pelo crime hediondo de sequestro e de ordenar o óbito da ex-amante, a modelo Eliza Samúdio, ele foi sentenciado a 22 anos e 3 meses em regime fechado.

você pode gostar também

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!