Home Notícias Economia Ovos de Páscoa estão em média 35% mais caros e preços variam mais de 70% entre lojas

Ovos de Páscoa estão em média 35% mais caros e preços variam mais de 70% entre lojas

Ovos de Páscoa estão em média 35% mais caros e preços variam mais de 70% entre lojas
Foto: José Cruz/ Agência Brasil
0

O Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Natal) pesquisou nas últimas duas semanas de março, 55 itens, entre ovos de chocolate e caixas de bombons sortidos, de quatro grandes marcas nacionais (Nestlé, Garoto, Lacta e Arcor) e constatou diferenças de mais de 70% entre as lojas. Além disso, o órgão comparou os preços cobrados este ano com os do ano passado e apurou um aumento médio de 35,11%. O levantamento foi realizado em supermercados, hipermercados e lojas especializadas.

Os chocolates voltados ao público infantil foram os que apresentaram as maiores variações entre os estabelecimentos. O ovo infantil “Carros” com brinquedo, de 150 gramas (Nestlé), por exemplo registrou uma variação 72,27% entre o local mais em conta (R$ 26,29) e o mais caro (R$ 45,29). Outro exemplo é o ovo “Especialidades” de 350g, também da Nestlé, cujo valor variou 56,61% (de R$ 41,44 a R$ 64,90). As caixas de chocolates de bombons sortidos também variaram os preços, com destaque para a caixa de chocolate, de 300 gramas (Garoto) que registrou variação de 22,40%, podendo custar entre R$ 7,99 a R$ 9,78.

Para Kleber Fernandes, diretor-geral do Procon Natal, a pesquisa visa orientar e incentivar nos consumidores o hábito de pesquisar. “Como de praxe, todos os anos fazemos uma pesquisa minuciosa em relação a esses produtos exatamente para ajudar o consumidor em sua busca pelas melhores condições de compra”, ressaltou ele, orientando que os ovos que apresentarem qualquer tipo de avaria como, embalagens violadas ou amassadas, devem ser expostos em locais separados, com as devidas informações visíveis.

Pescado varia quase 95%

Em relação ao pescado, uma diferença de preço de 94,57% foi constatada, como no quilo do Bacalhau Salth, de cujo valor vai de R$ 25,62 até R$ 49,85. O quilo da Cavala em posta também registrou grande variação (87,67%) entre o maior (R$ 43,99) e o menor (23,44) valor.

No caso do pescado, a comparação de preços com o ano passado apurou aumento médio de 15,24%, com pico de 46,68% de alta registrado no quilo do peixe Arabaiana. Ao todo, foram pesquisados 10 estabelecimentos e 21 itens entre peixes e camarão.

Rafael Nicácio Editor e repórter do Portal N10. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do RN) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN).
error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!